Wednesday :: 17 / 12 / 2014

AdemásNotícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DEL SITIO

Noticia : Enem 2012

Saiba o que cada competência avalia na sua redação do Enem 2012

Entenda os detalhes de como a sua redação será avaliada no Exame Nacional do Ensino Médio de 2012. As 5 competências de avaliação se dividem em níveis de desempenho com pontuações diferentes. As provas acontecem nos dias 3 e 4 de novembro


ImprimirImprimirEnviar a un amigo Enviar

imagen-relacionada

Crédito: Shutterstock.com

A competência 1 diz que o candidato deve demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita, ou seja, é preciso ter consciência da distinção entre as modalidades escrita e oral

 

Desde que o edital do Enem 2012 (Exame Nacional do Ensino Médio) foi lançado, em maio, muito se fala sobre a maneira como a redação da prova será corrigida. Todos os candidatos já sabem – ou deveriam saber – que os corretores avaliam cinco competências de seus textos para compor a nota final da redação.

 

» Saiba quem é o grande vilão da redação do Enem
» Saiba o que é o texto dissertativo-argumentativo cobrado na redação do Enem
» Todas as notícias sobre o Enem 2012

 

Na tarde da última segunda-feira (30), com o objetivo de esclarecer todas as possíveis dúvidas acerca desse assunto, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas), órgão do MEC (Ministério da Educação) responsável pela realização da prova, divulgou o Guia do Participante do Enem 2012, no qual detalha cada uma das competências avaliadas.

 

De acordo com o manual as 5 competências analisadas durante a correção são:

 

Competência 1: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.
Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento, para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

 

Na teoria tudo parece muito simples e fácil de compreender, mas como serão avaliadas, de fato, cada uma dessas competências? O que elas exigem do estudante e quantos pontos é possível alcançar com cada uma delas?

 

A Universia Brasil conversou com a professora de redação Liliane Negrão, que dá aulas no cursinho pré-vestibular Oficina do Estudante, para ajudar você a entender melhor como cada uma dessas competências é avaliada. Confira o que descobrimos:

 

A competência 1 diz que o candidato deve demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita, ou seja, é preciso ter consciência da distinção entre as modalidades escrita e oral, bem como entre os registros formal e informal.

 

De acordo com a professora Lilica Negrão, essa linguagem deve ser resultado de um processo. “O estudante precisa adquirir essa linguagem durante anos. Um fator que pode prejudicar bastante é a internet, mas a questão principal nesse caso é a adequação. O aluno precisa saber que é necessário se adequar e ficar atento à maneira como ele está escrevendo”, comenta Lilica.

 

Por isso é fundamental que seu texto seja claro, objetivo e direto. Procure empregar um vocabulário variado e preciso, não o mesmo utilizado quando você conversa com amigos. Essa competência espera que você siga as regras prescritas pela norma padrão da Língua Portuguesa.

 

 

A competência 1 é dividida em seis níveis de desempenho com pontuações diferentes, entenda:

Como a competência 1 é avaliada na redação do Enem 2012: Nível de desempenho 1

O participante demonstra excelente domínio da norma padrão, apresentando pouquíssimos ou nenhum desvio gramatical leve e de convenções da escrita. Se o mesmo desvio não acontece em várias partes do texto, isso revela que as exigências da norma padrão foram incorporadas aos hábitos dos estudantes e os erros foram eventuais.

Ausência de concordância verbal exclui a redação desse nível.

Pontuação do nível: 200 pontos.

 

 

Como a competência 1 é avaliada na redação do Enem 2012: Nível de desempenho 2

O participante demonstra bom domínio da norma padrão, apresentando poucos desvios gramaticais leves e de convenções da escrita. Como o mesmo erro não ocorre em diversas partes do texto os corretores entendem que as exigências da norma padrão foram incorporadas aos hábitos linguísticos do candidato e os desvios foram eventuais.

Ausência de concordância verbal ou nominal em mais de uma situação no texto pode prejudicar a redação. O participante que realizar poucos desvios, considerados leves ou graves pode receber a pontuação desse nível de desempenho.

Pontuação do nível: 160 pontos.

 

 

Como a competência 1 é avaliada na redação do Enem 2012: Nível de desempenho 3

O participante demonstra domínio adequado da norma padrão, apresentando alguns desvios gramaticais graves e de convenções da escrita. Caso o participante apresente muitos desvios leves também poderá ser enquadrado nesse nível de desempenho. Se os desvios ocorrem em várias partes do texto acabam por revelar que alguns dos aspectos da norma padrão ainda não foram incorporados aos hábitos do candidato.

Ausência de concordância verbal e nominal não impede a redação de receber a pontuação desse nível, desde que não configurem falta de domínio absoluto da norma padrão. Alguns desvios graves ou gravíssimos ou, ainda, muitos desvios leves podem acarretar na pontuação do nível de desempenho 3.

Pontuação do nível: 120 pontos.

 

 

Como a competência 1 é avaliada na redação do Enem 2012: Nível de desempenho 4

O participante demonstra domínio mediano da norma padrão, ou seja, apresenta grande quantidade de desvios gramaticais e de convenções da escrita graves ou gravíssimos. Além disso, o texto apresenta ainda marcas de oralidade. Se os desvios graves ocorrem em diversas partes da redação os corretores assumem que muitos aspectos importantes da norma padrão ainda não foram incorporados aos hábitos linguísticos do estudante.

O candidato que realizar muitos desvios graves ou gravíssimos sem apresentar desestruturação sintática em excesso receberá essa pontuação.

Pontuação do nível: 80 pontos.

 

 

Como a competência 1 é avaliada na redação do Enem 2012: Nível de desempenho 5

O candidato apresenta domínio insuficiente da norma padrão, com desvios gramaticais e de convenções da escrita de forma grave e frequente. A redação apresenta ainda gírias e marca de oralidade. Caso os erros graves aconteçam de forma sistemática no texto fica claro que muitos aspectos importantes da norma padrão não foram incorporados aos hábitos linguísticos do participante.

O estudante que cometer muitos desvios gravíssimos de maneira sistemática além de desestruturação sintática em excesso recebe a pontuação desse nível.

Pontuação do nível: 40 pontos.

 

 

Como a competência 1 é avaliada na redação do Enem 2012: Nível de desempenho 6

O candidato que apresente desconhecimento total da norma padrão, da escolha de registros e de convenções da escrita é enquadrado no nível de desempenho 6.

Pontuação do nível: 0 pontos.

 

 






RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Suscríbete a nuestro boletín de noticias


Publicidad

Publicidad