Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

 
Crédito: Shutterstock.com

 

O governo federal vai investir R$ 2,7 bilhões até 2014 na formação dos professoresde classes de alfabetização em escolas públicas. Aos 360 mil alfabetizadores em todo o país serão concedidas bolsas para cursos de formação. Além disso, o governo oferecerá prêmios em dinheiro para os professores e escolas que obtiverem os melhores resultados.

 

» Governo terá que criar 16 mil turmas de pré e fundamental
» Governo admite falhas no ensino médio e estuda mudanças para o setor
» Governo anuncia 1,6 mil novas bolsas de residência médica

 

De acordo com a assessoria de imprensa do MEC (Ministério da Educação), os recursos se estenderão à compra de livros didáticos e de literatura e à avaliação do aprendizado das crianças nos três primeiros anos do ensino fundamental.

 

Essas iniciativas fazem parte do Pnaic (Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa), tema do programa de rádio Café com a Presidenta da segunda-feira (12) transmitido pela EBC (Empresa Brasil de Comunicação). “Nosso objetivo é fazer com que todas as crianças do nosso país, sem exceção, sejam alfabetizadas até os oito anos de idade”, disse a presidente da República, Dilma Rousseff. “Isso quer dizer que, com essa idade, toda criança vai ter de saber ler, escrever, interpretar um texto simples e, também, somar e subtrair e ter noções de multiplicar e dividir.”

 

Segundo a presidente, 15% das crianças com oito anos de idade não conseguem interpretar um texto ou fazer as contas básicas. “Por causa dessa dificuldade, elas não conseguem aprender as outras matérias ensinadas nos anos seguintes, e muitas são reprovadas; algumas até abandonam a escola”, afirmou.

 

 

Todas as notícias sobre Educação

 

O pacto pela alfabetização na idade certa foi lançado pelo governo na quinta-feira (8) em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

 

Dilma ressaltou ainda que o aprendizado será avaliado. “Todos os anos, as crianças do segundo e terceiro anos do ensino fundamental vão fazer uma prova, que vai verificar se elas realmente estão aprendendo”, afirmou. “Se a prova mostrar que alguma criança está ficando para trás, ainda haverá tempo de ajudar essa criança a aprender na idade certa.”

 

O objetivo de todo o esforço do governo federal com o pacto, segundo a presidente, é atrair para a alfabetização os melhores professores das escolas públicas. “Vamos premiar os melhores resultados”, salientou. “Já reservamos R$ 500 milhões para essa premiação, pois achamos que o Brasil deve reconhecer e valorizar as melhores práticas educacionais, os melhores professores e as escolas mais bem-sucedidas.”

 

 



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais