Notícias

Novas plataformas aumentam lista de videoaulas brasileiras

      
Crédito: Shutterstock.com
Crédito: Shutterstock.com

 

A Polinize, plataforma lançada neste mês, oferece aulas on-line gratuitas com foco em alunos de ensino médio e também permite aos interessados que criem cursos – que podem ser pagos ou não –, para ensinar desde matemática e química até mesmo malabarismo.

 

» Estrangeiros investem em videoaulas no Brasil
» Plataforma Classroom TV reúne videoaulas de universidades top
» Khan Academy ganha versão offline para populações sem acesso à internet

 

A partir da necesidade de conteúdo para educação online, Pedro Teberga, estudante da FEA (Faculdade de Economia e Administração) da USP (Universidade de São Paulo), decidiu sair da teoria para a prática. Por meio de um projeto-piloto, ele decidiu abrigar 100 videoaulas no Youtube para ter um feedback dos estudantes virtuais. A iniciativa superou as expectativas do jovem. A iniciativa acabou impulsionando o desenvolvimento de plataforma para trazer mais impacto que os primeiros vídeos gravados.

 

Segundo informações do portal Porvir, a plataforma de Teberga é inspirada na pioneira Khan Academy, modelo criado por Salman Khan, para dar aulas de matemática, ciências, programação e humanidades – e que parece liderar um movimento de professores celebridades on-line e que vêm transformando as salas de aula em todo mundo. Apenas nos dois últimos anos, as videoaulas de Khan tiveram mais de 200 milhões de acessos por seus cerca de 10 milhões de alunos.

 

Para viabilizar o projeto, a plataforma também oferece aulas cobradas – destinadas a um público de nível superior.

 

Outra novidade entre as plataforma disponíveis é o Kuadro, desenvolvida por Bruno Werneck, engenheiro formado pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) que desenvolveu sua plataforma com o intuito de levar acesso ao ensino de matemática, química, física e biologia aos estudantes de escolas públicas.

 

Na plataforma, as aulas são gravadas tanto por ele quanto por sua esposa, Lucimara Werneck, bióloga graduada pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), que viram nas videoaulas a alternativa para levar mais acesso à educação de qualidade para alunos de escolas públicas.

 

Sem nenhum custo, o Kuadro é aberto a qualquer escola que queria usar as videoaulas. Hoje, a plataforma tem mais de 20 mil pessoas cadastradas e um acesso diário de 1.000 visitas. Com a expectativa de produzir 30 novas videoulas mensalmente. Para tornar isso possível, o Kuadro oferece outras funcionalidades, como bate-papos e fóruns autogestionados.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.