Notícias

Homens são mais competitivos que as mulheres, segundo estudo

      
Crédito: Shutterstock.com
Crédito: Shutterstock.com

 

Há muito tempo se discute a questão da competitividade entre homens e mulheres, mas as opiniões a esse respeito são sempre divididas. Agora, no entanto, não há mais como discutir: homens são mais competitivos. Pelo menos é o que mostra uma pesquisa realizada por Joyce Benenson, biólogo evolutivo de Harvard.

 

Leia também:
» Amor aumenta estruturas cerebrais, aponta estudo
» Estudo revela que o uso de batons pode ser cancerígeno
» Transplante de células-tronco pode restaurar sua memória, aponta estudo

 

Segundo o professor, a explicação para isso é simples: como os homens caçavam em grupos, tinham que aprender a trabalhar dessa forma. A característica, então necessária para viver, acabou sendo adotada geneticamente por meio da seleção natural, de maneira que até hoje o sexo masculino apresenta traços de competitividade mais acentuados.

 

Para chegar a essa conclusão a pesquisa analisou crianças com idade entre 6 e 8 anos. Dentro desse contexto, os meninos interagiram em grupo durante cerca de 80% do tempo em que estiveram juntos, enquanto as meninas só o fizeram por menos de 20% do tempo. Além disso, quando eram colocados em pares dentro de uma sala, os meninos tendiam a discutir sobre como seria bom ter um grupo maior, enquanto as meninas apenas buscavam uma amiga com quem conversar.

 

Com isso, a pesquisa concluiu que os meninos são mais competitivos que as meninas, apesar de não estarem tão preocupados com o resultado da competição. De acordo com o estudo, essa competitividade pode ser considerada positiva, uma vez que ensina aos homens como se comunicar com assertividade.

 

 

Música ajuda evitar o fracasso escolar, aponta estudo

 

Outro estudo com o mesmo objetivo, realizado no instituto de pesquisa de Iza, na Alemanha, buscou a participação de meninos e meninas com idade entre 3 e 18 anos. O que os pesquisadores, Matthias Sutter e Daniea Rützler, concluíram foi que tanto em uma carreira como em simples exercícios matemáticos que podiam ser realizados em competição ou solitariamente, três em cada cinco jovens elegiam a competição, ao passo que apenas três meninas faziam essa escolha.

 

Isso, de acordo com a pesquisa, pode refletir na vida adulta como uma maior facilidade dos homens no que se refere à ocupação de cargos mais altos. Isso acontece porque as mulheres se retiram da competição, ainda que tenham as habilidades necessárias para ganhar. Além disso, os homens acostumados a trabalhar em grupo sabem como se comunicar de maneira firme, fazendo-se ouvir.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.