Notícias

Entenda como o cérebro assimila conhecimento e melhore suas aulas

      
Crédito: Shutterstock.com
Crédito: Shutterstock.com
Todos os professores buscam por soluções para darem melhores aulas. Apesar de existirem diversas estratégias para conseguir isso, um método não muito conhecido é aplicar as teorias de como o cérebro aprende no planejamento de aulas. Confira

 

Leia também:
» Descubra os benefícios de ser bilíngue para o cérebro
» Deseja melhorar o desempenho do seu cérebro? Faça exercícios físicos
» A importância de novas experiências para o cérebro 

 

1 – Elasticidade

O cérebro humano é elástico e, por isso, pode ser moldado de acordo com a repetição e assimilação de tarefas. Por isso, professores devem utilizar a sala de aula para não só ensinar um conteúdo novo, mas para também conectar conhecimentos e mostrar como a informação pode ser utilizada na vida real. Dessa forma, eles podem assimilar mais rapidamente. 

 

2 – Padrões

O seu cérebro procura por padrões em qualquer tipo de informação. Professores podem ajudar os alunos a ver a situação inteira, ao invés de focar em somente um aspecto, e criar relações entre o conhecimento antigo e o novo. Criando padrões, o conteúdo é digerido e assimilado de maneira mais fácil. 

 

3 – Emoções

Em quase todas as pessoas, antes de raciocinar, o cérebro sente as emoções. Por isso, procure reduzir o estresse na sala de aula, crie um ambiente confortável para os alunos e tente se aproximar deles como se fossem amigos. 

 

4 – Novidades

O cérebro tende a se concentrar melhor em informações novas do que em dados antigos ou já vistos. Por isso, mesmo que você precise reforçar um conteúdo, tente analisá-lo por outros ângulos. Dessa forma, os alunos conseguem digerir o mesmo assunto novamente, mas sem se sentirem entediados. 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.