Notícias

Dentro e fora do currículo: a importância das atividades extracurriculares

      

Em um mercado de trabalho extremamente competitivo, é correto dizer que, para muitas carreiras, apenas o diploma acadêmico não é o bastante para concorrer a vaga dos seus sonhos.

Nesse âmbito de upgradeprofissional, entram, por exemplo a pós-graduação, um mestradoou, então, saber valorizar a importância das atividades extracurriculares.

Se por um lado, já está bem clara a vantagem de citar em seu currículo suas experiências em outros idiomas – importante: desde que sejam verdadeiras e de comprovação possível –, por outro, existe uma série de atividades que podem não estar agregando valor ao seu currículo.

 

Atividades artísticas

Atividades como teatro, circo, oficinas de palhaço e até cursos para falar em público são opções bem vistas numa seleção profissional, principalmente, no que tange à facilidade em comunicação e expressão.

No entanto, na hora de concorrer a um cargo, talvez não seja a melhor opção para ser literalmente escrita no papel. A não ser que seja uma oportunidade de emprego que tenha relação com alguma dessas atividades – caso contrário, é melhor que essas habilidades apareçam durante a entrevista ou em alguma outra dinâmica posterior.

 

Voluntariado

O profissional que desenvolve trabalhos sociais voluntários costuma ser bem visto em uma seleção, pois tende a reunir características como a habilidade de desempenhar multitarefas.

Ao citar o voluntariado, é importante que o candidato saiba explicar o seu papel nessa atividade e a importância desse ato em sua vida.

Algumas pessoas podem se sentir incomodadas ao citar de forma tão burocrática um ato de ajuda ao próximo. Nesses casos, é importante ter em mente que, ao divulgar uma ação voluntária, além de fazer um bem à sociedade, você pode estar multiplicando essa ação a quem tomar conhecimento.

 

Experiência com intercâmbio

Sim! A importância das atividades extracurriculares está, por exemplo, na forma como comunicar experiências essenciais como estudar em outro país.

A presença de um intercâmbio no currículo, principalmente para egressos da faculdade e candidatos mais jovens, pode ser um diferencial decisivo na hora da contratação.

 

O que não colocar no currículo

Não cite questões políticas ou religiosas. Experiências do seu dia a dia que não estão relacionadas à área de atuação, como ser escoteiro ou síndico do condomínio, também não devem ser citadas.

Blogs e redes sociais são pontos delicados: é muito importante citá-las – até pelo fato de ser muito fácil encontrá-las. Mas é fundamental que o conteúdo dessas plataformas não prejudique o seu perfil profissional.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.