Notícias

A escola deve falar sobre empreendedorismo?

      

Maior necessidade de empreender

Para os que defendem a inserção de noções do empreendedorismo no ensino regular, as razões são muitas. Em um cenário econômico certamente diferente daquele de algumas gerações atrás, atravessando crises e períodos de instabilidade, empreender se torna uma opção cada vez mais viável.

Com o fim de muitas vagas de emprego, antes consideradas tradicionais e dadas como certas, a capacidade de colocar em prática pensamentos criativos e ambiciosos é muito bem vinda para qualquer estudante.

Como parte desse argumento, as escolas passariam a preparar seus alunos para um contexto onde a inovação é recompensada e onde as soluções dependem do potencial de cada um para encarar situações de maneira diferenciada.

 

O que seria ensinado?

A inclusão de conteúdo abordando noções de empreendedorismo no currículo escolar poderia acontecer de várias formas. Uma das alternativas seria distribuir o assunto dentro das várias disciplinas já existentes, diluindo o aprendizado e contextualizando-o. Por exemplo, uma parcela de uma aula de História que abordasse grandes empreendedores e suas trajetórias.

Outra opção, mais apoiada, consistiria na criação de uma espécie de disciplina dedicada, na qual fossem incentivados exercícios de comunicação, colaboração, criatividade e pensamento crítico.

Dentro desta possibilidade, investir em parcerias com empresas próximas é viável. Um intercâmbio entre os gestores de um empreendimento e os alunos, por exemplo, tem potencial de desenvolver aptidões e incentivar aplicações baseados no cotidiano de empresas.

Por fim, há também quem considere que o ensino de noções de empreendedorismo em comunidades mais carentes pode funcionar como fonte de oportunidades econômicas e, inclusive, de ascensão socioeconômica.

 

Outra perspectiva

Uma interpretação bastante diferente da questão é a de que o empreendedorismo, enquanto conceito abstrato, não pode ser ensinado. Dentro de tal argumentação, a lógica indica que o próprio caminho e busca necessários do momento do ensino formal até o desenvolvimento de um empreendimento são parte do processo. Sendo assim, o empreendedorismo seria uma trajetória apenas para os que se interessam e pesquisam bastante sobre o assunto.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.