Notícias

História: Entenda o que foi o Dia do Fico

      

Idas e vindas do Império

Em um primeiro momento, a ameaça de Napoleão Bonaparte fez com que a Coroa Portuguesa desembarcasse no Brasil – Rei Dom João VI e família. Assim, o Rio de Janeiro passou a ser o centro de todo o Império Português.

No entanto, com o término dessa ameaça em terras europeias, Dom João volta à Portugal e deixa o filho Dom Pedro como príncipe-regente do Brasil.

Lembre-se que em 1815, com a presença da realeza, o país havia deixado a "posição" de colônia e ocupava o posto de Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves.

Mas o retorno de Dom João marcaria um período em que mudanças seriam exigidas na antiga colônia.

 

As pressões sobre Dom Pedro I

As elites de Lisboa passavam por uma efervescente revolução e pressionavam o príncipe-regente para que ele também, feito seu pai, voltasse para Portugal – não estavam gostando de algumas atitudes tomadas em terras brasileiras.

Essas cortes tinham o interesse no retorno do Brasil à posição original de Colônia.

No entanto, é nesse cenário que se desenvolve o Dia do Fico. Dom Pedro I recebe das mãos de personagens políticos brasileiros um documento contendo 8 mil assinaturas que pediam que ele não deixasse o país.

Diante desse clamor, Dom Pedro I proferiu a hoje famosa frase: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico".

Dom Pedro apoiou uma causa legitimamente brasileira e o Dia do Fico se estabeleceu como um importante passo para a independência brasileira.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.