• Quem é você?

Notícias

Especial

Dúvidas de português: mal ou mau?

      

“Mal” ou “mau”? Esta é uma dúvida de português bastante comum. Em muitos lugares do Brasil, a pronúncia dessas palavras é idêntica, criando confusão na escrita. Embora semelhantes na língua falada, cada uma delas tem funções diferentes. Por isso, são classificadas como homófonas, ou seja, se assemelham apenas na sonoridade.

Quem nos ajuda a entender melhor como são aplicadas na língua escrita e redação é o professor Sérgio Duarte. Acompanhe atentamente as lições para evitar o mau desempenho acadêmico!

As funções de mal ou mau nas frases

Para que a interpretação textual fique mais fácil, vale lembrar a regra básica: “mal”, como advérbio, é o oposto de “bem”, e ambos são usados em resposta a "Como…?". Na dúvida, troque “mal” por “bem”: se fizer sentido, estará correta a utilização de “mal”. Exemplos:

  • Ele dança mal. (Como ele dança? Ele não dança bem; dança mal.)
  • Os candidatos que falam mal a língua inglesa serão descartados. (falam mal / bem)

Podemos observar com facilidade que ninguém "dança bom" nem "fala bom a língua inglesa". Ficou claro agora?

Se “mal” é advérbio e se opõe a “bem”, “mau” é adjetivo e é o oposto de “bom”, associando-se semanticamente a "ruim". Na dúvida, troque “mau” por “bom” e verifique se o resultado faz sentido. O feminino de “mau” é “má”. Exemplos:

O mau tempo inviabilizou o jogo. (mau / bom tempo)
A causa do mau ensino são maus professores ou maus alunos? (mau / bom ensino)

Cuidados em casos capciosos

Embora o “macete” de substituir “mal” ou “mau” pelos seus antônimos “bem” ou “bom” seja útil, nem sempre deve ser levado ao pé da letra. Veja o exemplo abaixo:

  • Versão incorreta: Não foi contratado porque tinha mau português.
  • Forma culta: Não foi contratado porque falava mal o português.

Outros usos da palavra “mal”

Se empregado como advérbio, “mal” significa que algo foi feito de forma errada:

  • Manoel se posicionou mal no gol.

No entanto, “mal” também pode ser substantivo. Por exemplo, quando equivale a algum tipo de mazela, doença ou sofrimento:

  • Devemos evitar todo o mal.

Repare que temos o artigo “o” em frente ao termo, caracterizando-o como substantivo.

“Mal” também pode ser utilizado como conjunção. Nesse caso, seu significado equivale a “quando”, “logo que” ou “assim que”:

  • Mal deixei a mochila na mesa, fui repreendido pela professora.

Outros usos da palavra “mau”

O interessante é que, mesmo foneticamente idêntica, a palavra “mau” não tem tantas aplicações linguísticas se comparada com a sua quase gêmea.

“Mau” é o contrário de “bom” ou sinônimo de “ruim”, e isso já explica quase tudo a respeito desse termo.

Entretanto, há um caso em que o uso de “mau” pode gerar uma pegadinha. É o caso do emprego na expressão “mau humor”, usada como referência à pouca sociabilidade de alguém.

Acontece que, quando passamos a usar a expressão “mal-humorada”, deixamos de utilizar “mau” e a substituímos por “mal”. Isso acontece porque a relação dela com o termo a que se refere foi modificada. Em “mal-humorada”, “mal” é um advérbio de modo, diferente de “bom humor”, em que temos um adjetivo.

Outra diferença é que, pelo novo acordo ortográfico, “mal-humorada” leva hífen porque é uma unidade semântica.

Fenômeno semelhante acontece com “mau-caráter”: quando o “mau” se junta a “caráter” e forma um sentido único, o correto é grafá-los com hífen. Observe um exemplo da substantivação:

  • Aquele mau-caráter é responsável pelo desfalque na empresa.

Nunca se esqueça da regra de ouro

Embora existam os casos em que o emprego das palavras varie, exigindo a observância de detalhes como o uso do hífen e a sua própria função, a regra de ouro é sempre a substituição pelos antônimos: “mal” é o oposto de “bem” e “mau” é o oposto de “bom”.

Em redações ou mesmo nas questões de múltipla escolha, o uso incorreto desses vocábulos pode fazer com que se percam pontos valiosos. Como você pôde observar, não é difícil compreender as diferenças, já que na maioria dos casos a simples substituição pelas palavras bem ou bom já é o bastante.

Seja um bom aluno, preste bastante atenção às aulas e chegue bem-preparado para fazer seus exames. A propósito, você saberia reescrever essa frase no sentido contrário, empregando corretamente “mal” ou “mau”?

Agora que você aprendeu o significado de mal ou mau, temos uma nova sugestão de leitura: conheça 10 palavras que desapareceram da língua portuguesa!



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.