Wednesday :: 03 / 09 / 2014

AdemásNotícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DEL SITIO

Noticia

Educação Física em três momentos

Um vestibulando, uma estudante e um profissional contam porque escolhe


ImprimirImprimirEnviar a un amigo EnviarPDFPDF

Nome: Claudio Roberto Carnero Junior
Idade: 19 anos
Profissão: Estudante
Curso: Etapa Vestibulares




Porque escolheu a profissão?

"Eu gosto de esportes, tanto para praticar quanto para atuar na área"



O que espera do curso?

"Quero trabalhar corretamente e conhecer mais o corpo humano. Pensei em fazer fisiologia do corpo, mas como gosto muito de esportes Ed. Física foi a minha opção. Pretendo depois do curso unir estas duas profissões e fazer um curso de nutrição também. As pessoas estão procurando muito qualidade de vida e saúde"

Nome: Luciana Aparecida Miranda
Idade: 20 anos
Profissão: Estudante da Unesp (Universidade do Estado de São Paulo)
Curso: Educação Física
Ano: 2º ano
Entrou na Faculdade aos: 19 anos



Por que escolheu a profissão?

Eu sempre pratiquei esportes desde muito cedo e então, como estava acostumada a isso, quis dar continuidade na universidade.


O curso corresponde às suas expectativas?

A faculdade não dá muita assessoria na procura por estágios mas, por outro lado, o incentivo que nos dá para criação de projetos é muito bom.

Nome: Emerson Traldi dos Santos
Idade: 29 anos
Profissão: Técnico Desportivo
Curso: Ed. Física
Ano de Formação: 1998 Universidade São Judas
Entrou na Faculdade aos: 20 anos

Por que escolheu a profissão?
"
Eu jogo basquete desde os 6 anos de idade. Além disso, sou muito comunicativo e gosto de trabalhar com o público e o esporte"

O curso correspondeu às suas expectativas?
"Sim, muito mais do que esperava. Geralmente o aluno chega ao curso de Ed. Física pensando só na prática esportiva. O curso dá um grande suporte teórico em anatomia, fisiologia e uma série de disciplinas completam o profissional de Ed. Física"

Quanto espera ganhar?
"Eu sei que não vou ganhar muito não, escolhi esta área por que gosto mesmo. Um profissional bem qualificado deve ganhar uns R$ 3.000 por mês. Acredito que quanto maior for a qualificação do profissional maior deve ser sua remuneração"

O que você acha que vai encontrar de melhor na profissão?
"Atuar como professor, orientando as pessoas e compartilhando com elas o conhecimento que eu adquirir na universidade. O meu objetivo será conscientizar as pessoas da necessidade de se ter uma vida saudável"

Quanto espera ganhar depois de formado?
"Acredito que deva receber uns R$ 900 por mês no primeiro ano de formada e com o decorrer da carreira ir me especializando para conseguir aumentar este valor"

O que acha que vai encontrar de melhor na profissão?
"O crescimento do mercado. Antes o profissional só atuava em escolas ou clubes. Hoje existem outras opções, como as academias e a função de personal trainer"

Quanto ganha?
"
Um profissional bem capacitado e formado há 5 anos ganha entre R$ 800 a R$ 1.500"

O que acha de melhor na profissão?
"O melhor nesta profissão não é a parte financeira e sim o prazer
de acompanhar, por exemplo, a evolução física de uma criança. O contato que você tem com os alunos também é muito bom, pois eles tratam o professor como um segundo pai. O olhar de uma criança, um sorriso, é a resposta por tudo que você fez para o desenvolvimento físico e social daquela pessoa"

O que você acha que vai encontrar de pior na profissão?
"O fato do esporte, hoje, estar muito focado em competição e pouco voltado para a questão da saúde das pessoas"


Que dica você daria a estudantes que estão em dúvida entre Ed. Física e outras áreas?

"
O aluno deve se informar sobre a profissão com pessoas que já atuem na área. Acho que o aluno deve consultar profissionais de todas as áreas da profissão. O aluno que escolher Ed. Física não deve se preocupar com remuneração, deve fazer o curso porque gosta de dar aulas e ajudar as pessoas. Se eu me tornar um professor, sei que não vou ganhar muito, mas sei que estarei feliz e fazendo o que gosto. Ainda vai chegar o momento que todas as pessoas vão se conscientizar que precisam cuidar do corpo e da saúde".

Que análise você faz da Ed. Física na Copa do Mundo?
"Acho que na Copa do Mundo a Ed. Física perdeu seu foco principal, que é mostrar atletas com saúde e disposição divulgando um esporte. O que acontece em eventos como este é a forma como a preparação se dirige apenas para o caráter de competição".

O que acha que vai encontrar de pior na profissão?
"O preconceito que as pessoas têm com a profissão e a falta de valorização do curso. Quando você fala pra alguém que está cursando Ed. Física logo a pessoa pensa que você fica jogando bola o dia inteiro na faculdade, e não é assim. O profissional precisa conhecer muito o corpo humano. Este tipo de pensamento atrapalha um pouco a carreira"

Que dica você daria aos estudantes interessados em Ed. Física?
"O aluno que escolher Ed. Física deve entender que o curso não é só atividade física. O aluno vai aprender muita coisa sobre o corpo humano, convívio social e outras disciplinas teóricas. Muitos estudantes abandonam o curso por entrarem na faculdade com uma impressão errada sobre a profissão"

Que análise você faz da Ed. Física na Copa do Mundo?
"As pessoas se interessam por esporte quando há Copa do Mundo, Olimpíadas e jogos do Guga, por exemplo. O grande problema é que acabam praticando sem orientação de um profissional. A mídia divulga muito o esporte mas não alerta para prática sem orientação".

O que acha de pior na profissão?
"Na área de Educação Física, mesmo com o surgimento do CREFI (Conselho Regional de Educação Física), ainda existe muito espaço para pessoas que não têm formação superior atuarem na área".

Que dica você daria aos alunos interessados nesta profissão?
"Penso que, não importe o curso, o aluno deve optar por algo que goste de fazer. Nesta área o aluno não deve esperar remunerações altas, mas aqueles que optarem pelo trabalho com crianças, podem esperar muita emoção".

Que analise você faz da Ed. Física na Copa do Mundo?
"
Para muitos atletas o começo da Copa do Mundo foi difícil. O desgaste físico de alguns jogadores era nítido no início da preparação. Hoje você desenvolve no atleta potências de chute, de corrida, de marcação, mas o jogador precisa estar adaptado ao tipo de jogo que o treinador impõe. A Educação Física evoluiu muito e podemos perceber estas alterações não só no futebol mas em quase todos os esportes".







RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Publicidad

Publicidad