Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

 
A partir do próximo ano, a Paraíba vai contar com um curso superior para a formação de corretores de imóveis. Com isso, os novos profissionais só poderão atuar no Estado com o Ensino Superior completo. De acordo com o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba (Creci-PB), Rômulo Soares de Lima, a exigência não deverá atingir os corretores mais antigos, que já adquiriram o registro junto ao órgão. O curso será oferecido pelo Cefet-PB (Centro Federal de Educação Tecnológica da Paraíba) e terá o vestibular em janeiro de 2003.

A criação do curso para a formação dos corretores foi discutida ontem, durante o Encontro de Corretores de Imóveis da Paraíba, que está acontecendo até hoje, no Littoral Hotel, em João Pessoa. O evento está reunindo profissionais de todo o Estado e tem como principal objetivo reciclar e trazer novas tendências nacionais e internacionais do mercado imobiliário. Segundo Lima, a expectativa é preparar o mercado para buscar promover o desenvolvimento turístico e imobiliário na Paraíba.

"A profissão está regulamentada há 40 anos. No início, não era exigida escolaridade. Com o passar dos anos, começou a ser requerido o primeiro grau e em alguns anos depois, o segundo grau. Agora, de acordo com a lei, já vai ser exigido o nível superior", destacou ele. De acordo com o presidente do Creci-PB, hoje, em torno de 70% dos corretores de imóveis que trabalham no Estado já possuem algum título superior. Segundo ele, através do ensino superior, os profissionais vão poder fornecer perícias técnicas, que são exclusividade do engenheiro civil.

Ontem, foi discutida ainda a ética entre os profissionais que trabalham neste segmento do mercado. Segundo o professor da UFPB Marcos Nicolau, o corretor de imóveis deve utilizar técnicas de marketing, voltadas para atender melhor às necessidades do consumidor. "O profissional que trabalha com vendas, especialmente o corretor, precisa se aperfeiçoar para garantir resultados para melhorar o relacionamento com o cliente.

Fonte: Jornal da Paraíba


  • Fonte:


Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais