Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

 

O Grupo de Produção de Embutidos e Defumados de Peixe de Barra do Furado surgiu em 1994 como opção de trabalho e renda para as famílias de pescadores do vilarejo.A iniciativa partiu das mulheres dos pescadores, diante do constante empobrecimento de suas famílias.

Barra do Furado é uma pequena comunidade de pescadores com 1.200 habitantes, pertencente ao Município de Quissamã, no Litoral Norte do Rio de Janeiro.As correntes marítimas beneficiam a região, levando para perto da costa muitos cardumes de diferentes espécies, algumas com alto valor comercial. As condições de saída da barra para o mar, porém, são difíceis e, dependendo dos ventos, os pescadores ficam semanas parados. Apenas barcos maiores, modernos e bem equipados podem enfrentar o mar sem grandes dificuldades.A paralisação das obras do porto pesqueiro comprometeu ainda mais a capacidade de geração de renda dos pescadores.Além disso, como existe apenas um frigorífico na cidade, os pescadores não têm poder de barganha.Vendem o produto de seu trabalho pelo valor imposto pelo frigorífico, não mais do que cerca de 20% do preço final no mercado.

Com o tempo, houve um empobrecimento dos pescadores autônomos, que passaram a trabalhar como assalariados para os pescadores mais capitalizados, proprietários de barcos maiores. O trabalho do Grupo de Produção contribui para recuperar a renda perdida. Em alguns casos, tornou-se a única fonte de renda da família. Formado por 30 mulheres, quase todas esposas de pescadores, produz derivados de peixe, como lingüiça, filé defumado, hambúrguer e salsicha.

Atualmente, o Grupo suspendeu suas atividades para adequar o local onde está instalada sua unidade de processamento às exigências da inspeção animal e vigilância sanitária.

Resultados

  • O Grupo vendia cerca de 50 kg de processados de peixe por semana na Feira da Roça, realizada em Quissamã, onde os pequenos produtores da região comercializam seus produtos.
  • O Grupo cresceu, passando de 12 para 30 mulheres, contribuindo diretamente para a renda das 30 famílias.
  • Beneficia também a Associação de Pescadores de Barra do Furado, que tem 150 sócios, e fornece o peixe que será processado.
  • Maior organização das trabalhadoras e da comunidade. Inicialmente, as mulheres participavam da Associação de Artesãos de Barra do Furado e os pescadores, da Associação dos Pescadores de Barra do Furado.Atualmente, pescadores, artesãos e trabalhadoras do Grupo articulam-se na Cooperativa Mista de Barra do Furado.
    Mudança de qualidade de vida das mulheres, que passaram a ter uma participação ativa na comunidade e tiveram seu trabalho valorizado.

    Fatores de sucesso

    O Grupo de Produção de Embutidos e Defumados de Peixe de Barra do Furado produz uma mercadoria rara no mercado nacional - os derivados de peixe, que têm encontrado boa aceitação entre os consumidores.

    A produção do Grupo tem alta qualidade e baixo custo, e localiza-se numa região de grande potencial de mercado: próxima da cidade do Rio de Janeiro e do eixo turístico do Litoral Norte fluminense.

    O processo de organização das trabalhadoras tem contribuído para que enfrentem coletivamente os desafios. Atualmente, embora a produção esteja parada, a comunidade mantém sua organização.

    O Grupo conta com apoio e supervisão das secretarias municipais do Trabalho e Ação Social e da Agricultura e Desenvolvimento Econômico de Quissamã.

    Desafios e possibilidades

    O Grupo teve de suspender temporariamente suas atividades para adequar sua unidade de processamento às exigências da inspeção animal e vigilância sanitária.A Prefeitura de Quissamã se propõe a realizar essas reformas.

    Existe em Quissamã um mercado potencial para a produção do Grupo, constituído pela merenda escolar durante nove meses por ano e do turismo, durante o verão.

    O desafio do Grupo é ampliar sua capacidade de produção por meio do melhoramento continuado da empresa. Isso implica investimento em novos equipamentos, como defumadores, freezers, e a capacitação das trabalhadoras. O objetivo é atingir uma produção de 1.000 kg por mês de processados de peixe.

    O Grupo pretende também aproveitar integralmente o pescado, inclusive peles e espinhas, destinando-as à produção de farinha de peixe.


    Ações de segurança alimentar na esfera da produção
    Assentamento e exploração coletiva da terra - Paranaciti (PR)
    Pólos de produção de alimentos da Amazônia - Pauini (AM)
    Processamento artesanal de pescado - Barra do Furado (RJ)
    Centro ecológico - Rio Grande do Sul

    • Fonte:


    Tags:
  • Comentar

    Comentários

      Ver mais 20 resultados

      Comente

      Ver mais