Wednesday :: 23 / 07 / 2014

TambémNotícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DO SITE

Noticia

Processamento Artesanal de Pescado

Barra do Furado - Quissamã (RJ)


ImprimirImprimirEnviar a un amigo EnviarPDFPDF

O Grupo de Produção de Embutidos e Defumados de Peixe de Barra do Furado surgiu em 1994 como opção de trabalho e renda para as famílias de pescadores do vilarejo.A iniciativa partiu das mulheres dos pescadores, diante do constante empobrecimento de suas famílias.

Barra do Furado é uma pequena comunidade de pescadores com 1.200 habitantes, pertencente ao Município de Quissamã, no Litoral Norte do Rio de Janeiro.As correntes marítimas beneficiam a região, levando para perto da costa muitos cardumes de diferentes espécies, algumas com alto valor comercial. As condições de saída da barra para o mar, porém, são difíceis e, dependendo dos ventos, os pescadores ficam semanas parados. Apenas barcos maiores, modernos e bem equipados podem enfrentar o mar sem grandes dificuldades.A paralisação das obras do porto pesqueiro comprometeu ainda mais a capacidade de geração de renda dos pescadores.Além disso, como existe apenas um frigorífico na cidade, os pescadores não têm poder de barganha.Vendem o produto de seu trabalho pelo valor imposto pelo frigorífico, não mais do que cerca de 20% do preço final no mercado.

Com o tempo, houve um empobrecimento dos pescadores autônomos, que passaram a trabalhar como assalariados para os pescadores mais capitalizados, proprietários de barcos maiores. O trabalho do Grupo de Produção contribui para recuperar a renda perdida. Em alguns casos, tornou-se a única fonte de renda da família. Formado por 30 mulheres, quase todas esposas de pescadores, produz derivados de peixe, como lingüiça, filé defumado, hambúrguer e salsicha.

Atualmente, o Grupo suspendeu suas atividades para adequar o local onde está instalada sua unidade de processamento às exigências da inspeção animal e vigilância sanitária.

Resultados

  • O Grupo vendia cerca de 50 kg de processados de peixe por semana na Feira da Roça, realizada em Quissamã, onde os pequenos produtores da região comercializam seus produtos.
  • O Grupo cresceu, passando de 12 para 30 mulheres, contribuindo diretamente para a renda das 30 famílias.
  • Beneficia também a Associação de Pescadores de Barra do Furado, que tem 150 sócios, e fornece o peixe que será processado.
  • Maior organização das trabalhadoras e da comunidade. Inicialmente, as mulheres participavam da Associação de Artesãos de Barra do Furado e os pescadores, da Associação dos Pescadores de Barra do Furado.Atualmente, pescadores, artesãos e trabalhadoras do Grupo articulam-se na Cooperativa Mista de Barra do Furado.
    Mudança de qualidade de vida das mulheres, que passaram a ter uma participação ativa na comunidade e tiveram seu trabalho valorizado.

    Fatores de sucesso

    O Grupo de Produção de Embutidos e Defumados de Peixe de Barra do Furado produz uma mercadoria rara no mercado nacional - os derivados de peixe, que têm encontrado boa aceitação entre os consumidores.

    A produção do Grupo tem alta qualidade e baixo custo, e localiza-se numa região de grande potencial de mercado: próxima da cidade do Rio de Janeiro e do eixo turístico do Litoral Norte fluminense.

    O processo de organização das trabalhadoras tem contribuído para que enfrentem coletivamente os desafios. Atualmente, embora a produção esteja parada, a comunidade mantém sua organização.

    O Grupo conta com apoio e supervisão das secretarias municipais do Trabalho e Ação Social e da Agricultura e Desenvolvimento Econômico de Quissamã.

    Desafios e possibilidades

    O Grupo teve de suspender temporariamente suas atividades para adequar sua unidade de processamento às exigências da inspeção animal e vigilância sanitária.A Prefeitura de Quissamã se propõe a realizar essas reformas.

    Existe em Quissamã um mercado potencial para a produção do Grupo, constituído pela merenda escolar durante nove meses por ano e do turismo, durante o verão.

    O desafio do Grupo é ampliar sua capacidade de produção por meio do melhoramento continuado da empresa. Isso implica investimento em novos equipamentos, como defumadores, freezers, e a capacitação das trabalhadoras. O objetivo é atingir uma produção de 1.000 kg por mês de processados de peixe.

    O Grupo pretende também aproveitar integralmente o pescado, inclusive peles e espinhas, destinando-as à produção de farinha de peixe.


    Ações de segurança alimentar na esfera da produção
    Assentamento e exploração coletiva da terra - Paranaciti (PR)
    Pólos de produção de alimentos da Amazônia - Pauini (AM)
    Processamento artesanal de pescado - Barra do Furado (RJ)
    Centro ecológico - Rio Grande do Sul







    RSS   


    Comentarios para esta noticia

     

    Publicidad

    Publicidad