Wednesday :: 17 / 09 / 2014

TambémNotícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DO SITE

Noticia

Música - UFMG

Se você vai fazer Vestibular para Música, não basta seguir à risca o ditado que diz "Quem canta os males espanta". É preciso conhecimento musical prévio e muita disciplina. Aprender a tocar um instrumento e estudar a história da música, a linguagem musica


ImprimirImprimirEnviar a un amigo EnviarPDFPDF

Sobre o curso

Na UFMG, o curso de Música é oferecido nas modalidades:

  • Licenciatura: prepara o aluno para a atuar como professor de Educação Artística (Música) na rede dos ensinos Fundamental e Médio e nos Conservatórios públicos e privados; eÿ
  • Bacharelado: capacita o aluno para ser instrumentista, cantor, compositor ou regente. O curso de Bacharel é dividido em: Canto, Clarineta, Composição, Contrabaixo, Fagote, Flauta, Harpa, Oboé, Percussão, Piano, Regência, Saxofone, Trombone, Trompa, Trompete, Viola, Violão, Violino e Violoncelo.

área de atuação

O músico profissional pode ser instrumentista ou regente em orquestras, coros e conjuntos camerísticos e, ainda, compositor e arranjador. Tem formação para ser crítico ou produtor musical e pode trabalhar no resgate do patrimônio cultural em trabalhos musicológicos de levantamento e registro sonoro de acervos de orquestras e bandas.

A Escola

O currículo implantado em 2001 é mais flexível e permite ao aluno dar prioridade às disciplinas e atividades de seu interesse, tendo ampliado o espaço da música popular na escola.

As áreas de conhecimento musical estão divididas em cinco grupos temáticos:ÿ

  • Estruturação da Linguagem Musical;ÿ
  • Teoria da Música;ÿ
  • Práticas Interpretativas;ÿ
  • Música e Pedagogia; e
  • Música e Tecnologia.

Além de proporcionar um treinamento técnico, centrado na execução instrumental e na composição de obras, o curso forma um profissional crítico, capaz de refletir sobre a prática artística e sobre as implicações socioculturais da atividade musical.

A Escola de Música promove concertos, masterclasses, oficinas e outros eventos acadêmicos. Os alunos têm, ainda, a possibilidade de participar de diversos grupos musicais - como a Orquestra Sinfônica, a Orquestra de Cordas, a Orquestra de Sopros e Percussão, a Big Band, o Coro de Câmara, o Grupo de Percussão, o Grupo de Saxofones, o Grupo de Trombones, a Camerata de Violões, bem como de diversos grupos de música de câmara, tanto erudita quanto popular, que funcionam como uma espécie de laboratório.

Laboratórios

A Escola de Música dispõe de laboratórios com computadores dotados de softwares específicos para notação musical, composição, gravação e processamento e análise de som, além de diversos equipamentos de áudio. Esses laboratórios são utilizados também como estúdios de gravação, onde já foram produzidos CDs de alunos e grupos da Escola.ÿ

Um pouco de históriaÿ

A Escola de Música começou a funcionar em 1925, quando recebeu o nome de Conservatório Mineiro de Música. Em 1950, a instituição foi federalizada e, em 1962, incorporada à Universidade Federal de Minas Gerais, passando, alguns anos depois, a chamar-se Escola de Música da UFMG. Em 1997, a sede da Escola foi transferida para o Campus Pampulha.ÿ

Vida de Músico

"O curso de graduação em Música vem se tornando cada vez mais importante no Brasil. Atualmente, o diploma universitário é um diferencial importante para um músico. Considero que o mercado de trabalho para esses profissionais está se ampliando, mas é preciso que o músico seja bastante preparado. O público é exigente e quer qualidade. Formei em regência, em 1993. Tive a sorte de me formar em uma Universidade com uma equipe de professores excepcionais. E hoje, acredito que a Escola está com uma estrutura ainda melhor. O curso da UFMG está, sem dúvida, entre os melhores do país."

Fonte: Pró-reitoria de Graduação da UFMG







RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Publicidad

Publicidad