Thursday :: 24 / 04 / 2014

Mais Notícias | Erros inglês | Arte por dia | 700 cursos | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DO SITE

Noticia

Serviço Social - Unesp

Com base na Constituição Federal, o assistente social busca a implementação da cidadania, garantindo os direitos da população


Imprimir Imprimir Enviar a un amigo Enviar PDF PDF Traducir Traducir

Compromisso, ética e conhecimento, unidos em defesa dos direitos sociais, é o eixo que move o Serviço Social. Por isso, os profissionais da área devem estar preparados para contribuir na formulação de políticas sociais públicas, com a organização e mobilização da sociedade civil, tendo em vista o desenvolvimento da cidadania.

"O mercado de trabalho do assistente social se concentra nas áreas de saúde, assistência social e previdência, onde o profissional desenvolve sua atuação por meio de atendimentos individualizados, atendimentos familiares, trabalhos grupais e comunitários, visitas domiciliares e institucionais", afirma a vice-coordenadora do curso de graduação em Serviço Social da Faculdade de História, Direito e Serviço Social (FHDSS) da UNESP, campus de Franca, Cirlene Aparecida Hilário Oliveira.

Os profissionais devem ter como referência a assistência social enquanto um direito de todo cidadão e dever do Estado, garantido na Constituição Federal de 1988 e regulamentado na Lei Orgânica de Assistência Social, sancionada em 1993. "Eles trabalham baseados nessa legislação, buscando a implementação da cidadania e a emancipação da população, mediante o reconhecimento, a garantia e a divulgação dos seus direitos", explica a professora. "O exercício da profissão, fiscalizado pelo Conselho Regional de Serviço Social. Na área de saúde, maior empregadora de assintentes sociais, o trabalho engloba as unidades básicas de saúde, os ambulatórios de especialidades, os hospitais e os centros de excelência."

Além da área de saúde, o assistente social atua nas áreas de educação (escolas e creches), habitação, judiciário (varas de justiça da criança e da família, de execuções penais e promotorias públicas), sistema penitenciário, área de recursos humanos, esfera da assessoria gerencial, organizações não-governamentais (ONGs) e gestão e controle das políticas sociais por meio de Conselhos de Saúde, Assistência Social (municipal, estadual e federal) e Conselhos Tutelares e Conselhos de Direitos. "Ele trabalha com crianças, adolescentes, jovens, idosos, famílias, pessoas portadoras de necessidades especiais e grupos específicos, como mulheres, negros, migrantes e sem-terra", comenta Cirlene.

A maioria dos assistentes sociais é contratada pelo setor público estadual e municipal, mediante a realização de concursos ou processos seletivos. "Existe, também hoje, um número significativo de profissionais que seguem a carreira da docência, devido, principalmente, ao aumento das faculdades de Serviço Social em todo o País, especialmente no Estado de São Paulo", comenta a docente da FHDSS.

Fonte: Guia de Profissões 2005 - Assessoria de Comunicação e Imprensa da UNESP







RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Publicidad

Publicidad