Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

 

Compromisso, ética e conhecimento, unidos em defesa dos direitos sociais, é o eixo que move o Serviço Social. Por isso, os profissionais da área devem estar preparados para contribuir na formulação de políticas sociais públicas, com a organização e mobilização da sociedade civil, tendo em vista o desenvolvimento da cidadania.

"O mercado de trabalho do assistente social se concentra nas áreas de saúde, assistência social e previdência, onde o profissional desenvolve sua atuação por meio de atendimentos individualizados, atendimentos familiares, trabalhos grupais e comunitários, visitas domiciliares e institucionais", afirma a vice-coordenadora do curso de graduação em Serviço Social da Faculdade de História, Direito e Serviço Social (FHDSS) da UNESP, campus de Franca, Cirlene Aparecida Hilário Oliveira.

Os profissionais devem ter como referência a assistência social enquanto um direito de todo cidadão e dever do Estado, garantido na Constituição Federal de 1988 e regulamentado na Lei Orgânica de Assistência Social, sancionada em 1993. "Eles trabalham baseados nessa legislação, buscando a implementação da cidadania e a emancipação da população, mediante o reconhecimento, a garantia e a divulgação dos seus direitos", explica a professora. "O exercício da profissão, fiscalizado pelo Conselho Regional de Serviço Social. Na área de saúde, maior empregadora de assintentes sociais, o trabalho engloba as unidades básicas de saúde, os ambulatórios de especialidades, os hospitais e os centros de excelência."

Além da área de saúde, o assistente social atua nas áreas de educação (escolas e creches), habitação, judiciário (varas de justiça da criança e da família, de execuções penais e promotorias públicas), sistema penitenciário, área de recursos humanos, esfera da assessoria gerencial, organizações não-governamentais (ONGs) e gestão e controle das políticas sociais por meio de Conselhos de Saúde, Assistência Social (municipal, estadual e federal) e Conselhos Tutelares e Conselhos de Direitos. "Ele trabalha com crianças, adolescentes, jovens, idosos, famílias, pessoas portadoras de necessidades especiais e grupos específicos, como mulheres, negros, migrantes e sem-terra", comenta Cirlene.

A maioria dos assistentes sociais é contratada pelo setor público estadual e municipal, mediante a realização de concursos ou processos seletivos. "Existe, também hoje, um número significativo de profissionais que seguem a carreira da docência, devido, principalmente, ao aumento das faculdades de Serviço Social em todo o País, especialmente no Estado de São Paulo", comenta a docente da FHDSS.

Fonte: Guia de Profissões 2005 - Assessoria de Comunicação e Imprensa da UNESP

  • Fonte:


Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais