Notícias

Mário Prata errou todas e soltou o verbo contra exames

      
Quando o cronista Mário Prata decidiu sair da posição de autor para resolver algumas questões de vestibular sobre sua obra, ele provavelmente não esperava o resultado que obteve. O escritor errou todas as oito perguntas feitas sobre a sua crônica Meninas-Moça, no vestibular da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, em 1999. "Eu não sei aquilo, não sei quem precisa saber daquilo e pra que precisa saber daquilo", esbravejou ele.

Apesar de se sentir honrado por seu trabalho ter sido tema de uma prova de português, Prata não acredita que citar autores atuais pode melhorar o vestibular. Para ele, o exame deve ser totalmente modificado. "Não adianta colocar autores contemporâneos se as perguntas são absurdas", argumenta. "No século 21, pra averiguar a capacidade de alguém pra se formar numa faculdade, pra ter uma profissão, não devia se medir por essas matérias do século 19", completa.

Indignado com as questões e, principalmente, com o método de seleção utilizado pelas universidades brasileiras, Prata enviou uma carta ao então ministro da Educação, Paulo Renato Souza. Entre ironias e piadas, ele apresentou algumas das perguntas do vestibular e questionou: "Eu, que escrevi, que sou o autor, errei as oito. Imagino os meninos e as meninas que querem ser médicos, submetidos a tal dissecação. Fico aqui me perguntando, ministro, pra que isso?"

Prata lembrou ainda que o Brasil tem poucos leitores e que, para mudar esse quadro, é fundamental incentivar as pessoas a ler desde a adolescência. Segundo ele, o método adotado pelos vestibulares faz exatamente o contrário: só afasta o jovem da literatura. "Quando o garoto chega no vestibular, ele lê os livros da mesma maneira que estuda química e física", explicou ele. "Tá tão na cara que não pode ser assim, que eu não sei como ainda não resolveram isso", completou.

Fonte: O Estado de S.Paulo
  • Fonte:


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.