Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

Restaurar, extrair e limpar dentes, realizar cirurgias bucais, prevenir e tratar doenças da gengiva, bochecha e língua. Estas são algumas das atribuições do dentista, o profissional responsável pela saúde bucal. Mas ainda que o dentista seja indispensável para manter a saúde bucal de toda a população, os números que refletem a situação atual do mercado de trabalho podem assustar os futuros profissionais da área. De acordo com dados do Conselho Regional de Odontologia do Distrito Federal, a Organização Mundial da Saúde recomenda um dentista para cada 1.500 habitantes. Em Brasília, a média é de um profissional para cada 570 habitantes. Em 2003, os 174 cursos de odontologia espalhados pelo país formaram 9. 484 novos dentistas. Mas o professor Sérgio Pedrosa, diretor do curso de odontologia da Universidade Católica de Brasília (UCB) acredita que há espaço para os bons profissionais. O mercado realmente está saturado, mas de profissionais comuns. Para o profissional qualificado, sempre haverá lugar , diz.

Na Universidade Católica, segundo o professor Sérgio Pedrosa, existe uma preocupação em formar profissionais éticos e que saibam interagir com a sociedade.

O cirurgião-dentista pode abrir seu próprio consultório, trabalhar na saúde pública ou optar por uma área que vem crescendo muito, a dentística reparadora, ou seja, aquela que cuida da estética da boca. ? mais uma opção para o formando, diz o professor.

As especializações também são variadas. O estudante pode escolher entre a periodontia, que cuida das gengivas e dos ossos que dão sustentação aos dentes, a patologia bucal, que detecta por meio de exames laboratoriais as doenças da boca, a odontopediatria, que cuida dos problemas bucais das crianças e várias outras.

Adriana Mansur é formanda do curso de odontologia da Católica e já escolheu sua área. ? a ortodontia, responsável por alterar a mordedura e posição dos dentes com o uso de aparelhos. Já vou começar a montar meu próprio consultório, conta Adriana, que espelhou-se em uma tia dentista para escolher a profissão. Adriana diz não temer o mercado saturado. Apesar do excesso de profissionais da área, todo mundo precisa de um dentista. O importante é ter algum diferencial, se especializar para conseguir se destacar, conta.

Saiba mais Onde estudar odontologia em Brasília: Universidade Católica de Brasília (UCB) Universidade de Brasília (UnB) Universidade Paulista (Unip) Faculdade de Odontologia do Planalto Central (Foplac)

  • Fonte:


Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais