Friday :: 31 / 10 / 2014

TambémNotícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DO SITE

Noticia

Como conseguir o Fies


ImprimirImprimirEnviar a un amigo Enviar

O aluno que comprove não ter renda suficiente para manter seus estudos na universidade pode recorrer ao Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). Criado em 1999, o programa financia 50% do valor da mensalidade. Em todo o Brasil, quase 370 mil universitários são atendidos pelo benefício

Logo no segundo semestre da faculdade de Ciências da Nutrição, a estudante Tatiana Souza e Silva, 19, soube por amigos que podia financiar os estudos pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). Programa do Ministério da Educação (MEC) destinado a financiar a graduação no Ensino Superior de estudantes que não têm condições de arcar integralmente com os custos de sua formação, o Fies financia 50% do valor da mensalidade. Com o financiamento em mãos, Tatiana aumentou o número de disciplinas por período e agora faz planos para conseguir um emprego assim que terminar o curso. Tenho treze semestres para pagar o que financiei, justifica a preocupação.

Os outros 50%, a estudante está pagando diretamente à instituição de ensino. O presidente da comissão do Fies da universidade onde Tatiana estuda, Fernando Monteiro, explica que o valor financiado, acrescido de juros, deverá ser restituído pelo estudante somente após a conclusão de sua graduação, num prazo que varia de acordo com a duração do curso. Não é à toa que os critérios de seleção avaliam, em detalhes, a situação socioeconômica do candidato, completa.

Exigências estas que quase tiraram o sonho do estudante Deyve José da Silva Vidal, 24, de garantir sua vaga no curso de Educação Física. Enquanto candidato, Deyve diz ter sofrido para reunir todos os documentos exigidos pelo programa, dos mais difíceis, o comprovante de renda mensal bruta da família, que deveria ser igual ou inferior a 30% do valor da mensalidade do curso em que o estudante está matriculado. De acordo com o MEC, ainda favorecem a concessão do Fies, a condição de aluguel da moradia, o fato de algum familiar estar fazendo curso pago e o número de parentes. Quanto mais numerosa for a família, maiores são as chances de o candidato obter o financiamento.

O estudante universitário que deseja obter o financiamento governamental de suas mensalidades escolares deve, em primeiro lugar, saber se a sua universidade está credenciada ao Fies. Caso a instituição de ensino esteja inscrita, o próximo passo é requerer o financiamento e preencher a ficha de inscrição no site do programa (http://fies.caixa.gov.br/). A partir daí, o Fies aplicará o mesmo questionário socioeconômico usado na seleção de Tatiana e Deyve. Vale salientar que este processo só terá sentido quando do anúncio do programa pelo Ministério da Educação.

Além da seleção, alerta Monteiro, o estudante credenciado deve cumprir algumas obrigações ao longo do curso, sendo as principais delas, a aprovação em 75% das disciplinas cursadas, não se afastar da faculdade por um período superior a um ano e estar atento à data determinada pelo MEC para assinar a renovação do contrato. Neste semestre, o prazo começou no último dia 13 e vai até o dia 24 deste mês para todas as instituições do País credenciadas ao Fies, lembra.

SAIBA MAIS Contrato O financiamento é concedido mediante assinatura de contrato pelo estudante, responsável legal (se estudante menor de 18 anos e não-emancipado), fiador(es) e cônjuge do(s) fiador(es) com a Caixa Econômica Federal.

Valor Financiado O Fies financia até 50% do valor da semestralidade escolar, sendo permitido ao estudante reduzi-lo, passando o novo percentual a ser considerado o máximo financiável nos semestres seguintes.

Prazo de Financiamento O prazo máximo de utilização do financiamento é igual ao período remanescente para a conclusão do curso pelo estudante, à época de seu ingresso na instituição de ensino, observada a duração regular do curso. Excepcionalmente, o prazo do financiamento poderá ser prorrogado por mais um ano.

Amortização/Pagamentos Os pagamentos ocorrerão em três etapas: n Durante a utilização do financiamento (período de estudos), o estudante pagará, a cada três meses, parcelas de juros limitadas ao valor máximo de R$ 50,00;

Nos 12 primeiros meses após a conclusão do curso, o estudante pagará prestações mensais em valor equivalente à parcela que não era financiada pelo Fies no último semestre em que utilizou o financiamento.

O saldo devedor restante será parcelado em até uma vez e meia o período de utilização do financiamento. No caso de um curso de quatro anos, por exemplo, o estudante terá até seis anos para saldar sua dívida Importante! Os estudantes que estiverem em atraso com suas parcelas trimestrais de juros no período de matrículas/re-matrículas não terão seus financiamentos renovados (farão o aditamento).

Transferência de Curso ou Faculdade O Fies permite a mudança de curso uma única vez, desde que o período entre as datas de início da utilização do financiamento no curso de origem e no curso de destino seja inferior a 18 meses. O curso de destino deve, ainda, estar inscrito no Fies. O prazo máximo de utilização do financiamento passa a ser o período remanescente para conclusão do novo curso, observada sua duração regular.

Para o preenchimento da ficha de inscrição na internet (1ª fase) ? CPF próprio ? Documento de identidade ? Dados acadêmicos (número de matrícula na faculdade, nome do curso e habilitação, turno, regime acadêmico, valor da semestralidade, percentual de financiamento desejado, quantidade de semestres já cursados) ? Dados familiares (número de pessoas no grupo familiar, condições de moradia, renda bruta e renda agregada mensal familiar, entre outros) ?

Para a entrevista (2ª fase) ? Carteira de identidade e CPF próprios ? Carteira de identidade e CPF dos pais e do cônjuge quando estes, na ficha de inscrição, tenham sido incluídos no grupo familiar ? Carteira de identidade dos demais componentes do grupo familiar (se menor de 18 anos, pode ser apresentada certidão de nascimento) ? Comprovante da condição de moradia quando não própria, apresentando, se financiada, comprovante da última prestação paga e, se locada, os três últimos comprovantes de pagamento ? Comprovante de pagamento de mensalidade por parte de outro membro do grupo familiar em Instituição de Ensino Superior (IES) não gratuita, se for o caso ? Atestado médico comprobatório caso exista, no grupo familiar, portador de doença grave ? Comprovante de rendimentos do estudante e dos integrantes do seu grupo familiar; e outros documentos que a instituição de ensino julgar necessários à comprovação das informações prestadas pelo candidato ?

Para a assinatura do contrato de financiamento (3ª fase) ? Declaração de aprovação, emitida pela Comissão de Seleção e acompanhamento da instituição de ensino ? Carteira de identidade e CPF próprio ? Carteira de identidade e CPF de seu responsável legal, se o candidato for menor de 18 anos e não emancipado ? Carteira de identidade e CPF do(s) fiador(es) e, se casado(s), também de seu(s) cônjuge(s); ? Certidão de casamento do(s) fiador(es), se for o caso ? Comprovante de residência do candidato e do(s) fiador(es) ? Comprovante de rendimentos do(s) fiador(es) ?

INSTITUI¤åES CREDENCIADAS AO FIES Faculdade Fanor (85) 3052.4848 Instituto de Ensino Superior do Ceará (Iesc) (85)4009.3400 Faculdade Christus (85) 3257.2020 Faculdade Grande Fortaleza (85) 3299.9900 Faculdades Cearenses Nilton Lins (85) 3494.7000 Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte (88) 2101.9000 Faculdade Rainha do Sertão (88) 3412.2201 Faculdade 7 de Setembro (85) 4006.7600 Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza (85) 3223.8333 Faculdade de Desenvolvimento Humano (FDH) (85) 4008.6701 Universidade de Fortaleza (Unifor) (85) 3477.3000 Faculdade Lourenço Filho (85) 4009.6060 Faculdade Latino-Americana de Educação (Flated) (85) 3454.1299 Faculdade de Ciências Aplicadas Leão Sampaio (88) 2101.1000 Faculdade Evolutivo (Face) (85) 4008.8300 Faculdade Farias Brito (85) 3486.9090 Faculdade Ateneu (85) 3276.2032

Em que o Fies se difere do ProUni Diferentemente do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), o Programa Universidade Para todos (ProUni), também do Governo Federal, destina bolsas de estudo parciais e integrais a estudantes que desejam ingressar no Ensino Superior. O Fies financia, ou seja, dá o dinheiro e o estudante deve devolver depois. Já no ProUni, a bolsa é dada, sem ressarcimento, esclarece o presidente da Comissão do Fies da Universidade de Fortaleza (Unifor), Fernando Monteiro. As instituições também, em vez de receberam títulos da dívida pública como acontece no credenciamento ao Fies, ficam isentas de alguns impostos.

Além de obter a nota mínima exigida pelo Ministério da Educação (MEC) no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), é preciso que o estudante tenha renda familiar, por pessoa, até três salários mínimos. Satisfaça também uma das seguintes condições: tenha cursado o ensino médio em escola pública ou particular (desde que com bolsa integral); seja portador de alguma deficiência; ou ainda, lecione na rede pública de ensino básico, concorrendo a vagas em cursos de licenciatura, normal superior, ou pedagogia. Outra diferença entre Fies e ProUni, é que neste último o candidato não precisa prestar o vestibular nem estar matriculado na instituição em que pretende se inscrever.







RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Suscríbete a nuestro boletín de noticias


Publicidad

Publicidad