Zôo da UCS comemora nove anos

10/05/2006


O Jardim Zoológico da Universidade de Caxias do Sul (UCS) completou ontem nove anos de fundação. A instituição abriga cerca de 150 animais silvestres de 50 espécies. Os bichos são provenientes de apreensões feitas em cativeiros ilegais ou encontrados debilitados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e pela Patrulha Ambiental da Brigada Militar (Patram).

Mais do que um espaço para lazer, o Zôo é um centro de recuperação e abrigo de animais. Todos os meses, dezenas deles são encaminhados para tratamento. Depois de curados, seguem para criadouros legalizados ou são reintegrados à natureza. Só permanecem no zoológico animais domesticados que não sobreviveriam ao hábitat natural.

- Um número ínfimo fica conosco, o que é ideal. Se os animais podem voltar à natureza, o lugar deles será lá - avalia a bióloga Cláudia Borges Machado.

Ciclo deseminários vai até amanhã, com entrada franca

Aqueles condenados ao cativeiro recebem um atendimento cuidadoso. Cada um tem uma dieta especial. Para um leão isso significa o consumo de sete quilos de carne pura por dia. No inverno, os mais sensíveis, como o sagüi, têm direito a aquecimento com estufas, com temperatura entre 20ºC e 25ºC.

- Fazemos até um acompanhamento para que não fiquem estressados, já que não estão em seu meio natural. Procuramos dar atendimento vip - ressalta Márcia Dosciatti de Oliveira, coordenadora do jardim zoológico.

Como espaço universitário, o zoológico também promove atividades de educação ambiental junto a escolas e fornece suporte didático e científico ao curso de Ciências Biológicas. Para as visitas agendadas por grupos, acadêmicos guiam o passeio oferecendo informações sobre a fauna brasileira e a importância do respeito aos animais.

Em comemoração ao aniversário do Zôo, a UCS promove até amanhã um ciclo de seminários no auditório do Bloco 57. O objetivo é divulgar o trabalho realizado com os animais e ampliar os conhecimentos sobre a fauna silvestre brasileira. O evento é direcionado aos estudantes de Ciências Biológicas, mas é aberto à comunidade. A entrada é franca.

Logo universia