Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

 
Proposta é transformar a unidade em um centro de referência para diagnóstico da leishmaniose; atendimento será regional

Luciana La Fortezza

Com a pretensão de transformá-lo em centro de referência para diagnóstico de leishmaniose, a Universidade Paulista (Unip) inaugura, entre o final de fevereiro e início de março, a primeira etapa do hospital veterinário que atenderá Bauru e região.

A idéia também é transformar o empreendimento, que contará no total com dois mil metros quadrados construídos, em referência para outras zoonoses, como leptospirose. O objetivo aproxima ainda mais a universidade do poder público municipal, que já conta com o apoio dos alunos do curso de veterinária da Unip na campanha de vacinação anti-rábica.

?Hospital-universidade sempre ajuda no controle de zoonoses. Tanto em diagnóstico, estudo e parcerias. Principalmente na divulgação do conceito de posse responsável?, diz Luiz Ricardo Pãs de Barros Cortez, médico-veterinário e chefe da sessão de controle de zoonoses do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão da Secretaria Municipal de Saúde.

No ano passado, a leishmaniose visceral americana acometeu 65 pessoas em Bauru, sendo que quatro morreram. Os cães são hospedeiros da leishmânia e desenvolvem a doença. Ao picá-los, o mosquito palha contrai o parasita e pode passá-lo ao homem através da picada.

Especialização

Além do trabalho conjunto com o poder público, a meta da universidade também é transformar o complexo hospitalar em centro para cursos de especialização e reciclagem, informa Aziz Kalaf Filho, diretor da Unip em Bauru. De acordo com ele, o hospital veterinário atenderá não apenas animais pequenos como cães e gatos, mas também os grandes, como bovinos e eqüinos.

?A capacidade vai ser variável. Mas vai dar para atender toda a demanda de Bauru e região?, informa Antonio Carlos Marconi Stipp, coordenador do curso de medicina veterinária do câmpus de Bauru. Só para animais grandes serão oferecidos 10 boxes. O número de atendimento para animais menores deve ser muito maior, estima ele.

O hospital, que funcionará no câmpus da Unip (quilômetro 335 da rodovia Marechal Rondon), contará com dois aparelhos de raio X, dois centros cirúrgicos para pequenos animais e um para grandes animais - sendo os três preparados para procedimentos de alta complexidade.

O centro hospitalar também estará munido de aparelhos de respiração artificial e mesas cirúrgicas, por exemplo. O valor do investimento não foi divulgado.

  • Fonte:


Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais