Sunday :: 23 / 11 / 2014

MaisNotícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DO SITE

Noticia

Ufba: Bahia tem centro especializado para tratamento de doenças do fígado


ImprimirImprimirEnviar a un amigo Enviar

O Complexo Hospitalar Prof.Edgard Santos (Hospital das Clínicas), na Bahia, ganhou nesta segunda feira (26) um centro especializado para tratamento das doenças do fígado. A Unidade de Alta Complexidade em Hepatologia Professor Gilberto Rebouças, inaugurada pelo governador Jaques Wagner, o secretário estadual da Saúde, Jorge Solla, e o reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Naomar de Almeida Filho, vai proporcionar atendimento ambulatorial e uma enfermaria para internação de casos de alta complexidade, como transplante de fígado, câncer de fígado, hepatite culminante, cirrose e insuficiência hepática.

Wagner visitou as instalações e conferiu de perto os novos equipamentos. Ele fez questão de lembrar que a iniciativa do governo não pode ser confundida com caridade. "A caridade serve para cobrir as injustiças. Estamos fazendo política pública. Com os novos leitos vamos diminuir essa demanda, que é uma preocupação da medicina moderna. Não se trata de zerar, mas de avançar. Todos nós reconhecemos que esse e outros hospitais públicos foram abandonados. Modestamente, nesses três anos e quatro meses, a saúde pública baiana deu um salto", afirmou.

O governador citou o Hospital Ana Nery, referência na área de cardiologia, ressaltando os esforços empregados pelo governo federal e o governo da Bahia para transformar o complexo em centro de excelência em hepatologia. "Existe a possibilidade de um convênio com o Hospital Albert Einstein (São Paulo) e o Hospital Espanhol. A parceria permite que possamos oferecer serviços não só do ponto de vista do atendimento, mas também da pesquisa e do ensino", explicou.

Na oportunidade, foi assinado o contrato para financiamento de serviços de hepatologia e onco-hematologia para transplantes de medula óssea, primeira exclusivamente pública da Bahia, e abertura do serviço no hospital. Foram investidos R$ 4,2 milhões para um período de seis meses, que vão ampliar o serviço de média e alta complexidade, diagnóstico e terapêutico também nas áreas de gastroenterologia e endovascular, beneficiando os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os recursos viabilizados para ampliação da unidade de onco-hematologia, de mais de R$ 2 milhões, em reforma e aquisição de materiais e equipamentos, pelo governo da Bahia e o Ministério da Saúde, através do Fundo Nacional de Saúde, permitiram que fossem inaugurados 22 leitos, sendo seis destinados para internação semi-intensiva de pacientes com doenças graves ou que passaram por cirurgia.

Aumento da eficiência e da eficácia
A nova unidade proporcionará a convivência de hepatologistas clínicos e cirúrgicos em um único serviço, aumentando a eficiência e a eficácia no atendimento desses pacientes. O coordenador do centro, Raimundo Paraná, declarou que a parceria governo federal, governo da Bahia e Hospital das Clínicas é refletida nos 800 procedimentos realizados nesses dois anos, via mutirão de biópsias hepáticas e na posição de vanguarda na oferta de medicamentos de hepatite B.

"As nossas dificuldades são estruturais e não de qualificação. O centro representa o fomento para o transplante. Realizamos 500 internações por ano e atendemos 300 pacientes, sendo que queremos dobrar esse número de atendimentos", disse Paraná.

Segundo o diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage Carmo, foram investidos R$ 900 mil, pelo ministério, em cursos de formação na área de hepatologia para médicos de todo o Nordeste. "A unidade vai ampliar o acesso ao atendimento e diagnóstico não só na Bahia, mas em todo o Nordeste, além de preparar profissionais na área. A região precisava dessa unidade", observou.

Para o reitor da Ufba, Naomar de Almeida, a principal característica do centro não é só o atendimento, mas a formação. "A pesquisa e o ensino devem acompanhar a assistência. A população ganha o seu lugar de acolhimento e não só de eficiência clínica", ressaltou.

O presidente da ONG Grupo Vontade de Viver, que oferece apoio aos portadores do vírus da hepatite, Rômulo Correia, disse que o centro representa a centralização do atendimento e tratamento. "Com a sua inauguração vai acabar o ir-e-vir dos pacientes", destacou.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Ufba







RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Suscríbete a nuestro boletín de noticias


Publicidad

Publicidad