Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

 

O Ministério da Educação lança Programa de Formação Continuada com a oferta de bolsas de mestrado para professores da rede pública de ensino. A medida, divulgada no Diário Oficial da União, entra em vigor a partir desta terça-feira (22). Os auxílios serão implementados no mês de março de cada ano e terão vigência máxima de 24 meses.

 

» Universia oferece curso de espanhol online de graça com certificação internacional; Participe!
» Capes oferece bolsas para estudantes brasileiros em Portugal; Confira!
» Siga o Universia Brasil no Twitter

 

Além de ter vínculo com uma escola da rede pública da educação básica, para participar é preciso estar regularmente matriculado em cursos de Mestrado Profissional oferecidos por instituições de ensino superior reconhecidas pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) na modalidade de educação a distância.

 

Nesta primeira edição, os auxílios serão restritos aos estudantes matriculados a partir de 2011 no Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT) ou no Curso de Mestrado Profissional para Professores de Biologia, ambos com previsão de inscrição a partir de março.

 

Os professores contemplados poderão acumular a bolsa de formação concedida pela CAPES com o salário pago pela escola. Em contra partida, terão que assumir o compromisso de permanecer nas salas de aula da rede pública de ensino por no mínimo cinco anos após a diplomação. Caso o profissional não cumpra as regras terá que devolver os valores investidos pelo Ministério da Educação.



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais