Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

A Secretaria da Educação do Governo do Estado de São Paulo reabriu as inscrições para o Programa Bolsa Universidade - Escola da Família, com a oferta 5.090 vagas. Há oportunidades para universitários paulistas de aproximadamente 91 municípios paulistas que, em troca do benefício, prestam serviços à comunidade durante os finais de semana. O prazo para as candidaturas termina na próxima sexta-feira, 13 de maio. Os cadastros devem ser feitos exclusivamente pela internet.

 

» Academia Médica de Moscou oferece 20 vagas para estudantes brasileiros
» Confira todas as bolsas de estudos com inscrições abertas
» Siga o Universia Brasil no Twitter

 

Para participar é preciso estar regularmente matriculados em uma das 234 instituições de Ensino Superior conveniadas ao programa. Não será permitida a inscrição de alunos que já recebam outras bolsas ou financiamentos vindos de recursos públicos. O processo seletivo é composto por análise socioeconômica, portanto terão prioridade os candidatos de menor poder aquisitivo. Não há uma restrição no valor da renda familiar.

 

Após o encerramento das inscrições, os candidatos têm até o dia 17 de abril para entregar a documentação exigida na diretoria de ensino que pretende trabalhar. Além do RG e do CPF, é preciso apresentar título de eleitor com comprovante da última eleição, certificado de reservista, comprovante de residência, comprovação de renda familiar, comprovantes de gastos do grupo familiar e atestado de matrícula.

 

O resultado da seleção está previsto para ser divulgado no dia 24 de maio. Os selecionados terão direito a bolsa integral, sendo que 50% do valor (com teto de R$ 267) é arcado pela Secretaria de Estado da Educação e a instituição de Ensino completa o restante da mensalidade. Em troca, o bolsista atuará como Educador Universitário numa escola pública a partir de 4 de junho.

 

As atividades poderão ser organizadas num dos quatro eixos de atuação do programa: Esporte, Cultura, Saúde e Trabalho. A carga horária de trabalho será de 12 horas semanais, que podem ser divididas em seis horas nos sábados e outras seis no domingo. A presença é requisito para o recebimento do auxílio.



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais