Notícias

Reitor fecha a PUC-SP para evitar Festival de Cultura Canábica

      

 

Nesta sexta-feira (16), o principal campus da PUC-SP, na Rua Monte Alegre, em Perdizes, ficará fechado para evitar o Festival de Cultura Canábica. O Reitor Dirceu de Mello suspendeu as aulas e todas as atividades administrativas da universidade para impedir a realização do evento que foi organizado pelo Facebook, que já tinha mais de 6 mil confirmados.

 

No ato que publicou, o Reitor alega que festas ganharam "proporções inadmissíveis". Ele cita determinações que visam combater consumo de álcool e drogas. "As reuniões festivas promovidas por alunos, em geral nas noites de sexta-feira e sem que descartada a presença de estranhos à Instituição, ganharam, de uns tempos a esta parte, proporções inadmissíveis por força tanto do barulho provocado e por sua duração (madrugada adentro), como pelo não dissimulado uso de bebidas alcoólicas e entorpecentes, afora outras condutas reprováveis", disse.

 

Leia na íntegra o comunicado do Reitor da PUC-SP



Um inquérito vai apurar a origem do evento e os responsáveis terão de prestar esclarecimentos. Em tese, além do crime de apologia ao uso de drogas, os organizadores podem ser acusados de associação para o tráfico de drogas, crimes punidos com detenção de 3 a 6 meses e com 3 a 10 anos de prisão, respectivamente.

 

Comente: o que você acha da decisão do Reitor da PUC-SP? Deixe sua opinião abaixo.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.