• Quem é você?

Notícias

Estudo diz que sexo pode aumentar o risco de um ataque cardíaco

      
(Crédito: Dreamstime /Reprodução)
(Crédito: Dreamstime /Reprodução)

 

De acordo com um estudo recentemente publicado no Journal of the American Medical Association, o aumento repentino na atividade física moderada, como correr ou praticar sexo, aumentam significativamente o risco de um ataque cardíaco, especialmente em pessoas que não se exercitam regularmente.

 

» Sexo oral aumenta o risco de câncer
» Frequentar museus e teatro melhoram a saúde

 

Os médicos sabem há muito tempo que a atividade física em excesso pode causar sérios problemas cardíacos, mas uma nova pesquisa ajuda a quantificar esse risco, como foi explicado pelo Dr. Issa Dahabreh do Tufts Medical Center, em Boston. Sua equipe analisou dados de 14 estudos que examinam a ligação entre o exercício, o sexo e o risco de ataque cardíaco ou morte súbita cardíaca, ritmo fatal que faz o sangue parar de fluir.

 

Os pesquisadores descobriram que as pessoas têm 3,5 vezes mais chances de sofrer um ataque cardíaco ou morte cardíaca súbita quando eles estão se exercitando. A probabilidade disso acontecer enquanto fazem sexo ou imediatamente após é 2,7 maior, em comparação com os tempos que não a praticam. Segundo Jessica Paulus, co-autora do estudo esses riscos são elevados por um curto período de tempo (1-2 horas) durante e após atividade física ou sexual, e que eles podem ser minimizados se o esforço é feito de forma gradual.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.