Notícias

Quando lemos transformamos as palavras em imagens

      
(Crédito: Lightspring / Shutterstock.com)
(Crédito: Lightspring / Shutterstock.com)

 

Uma pessoa com capacidade de leitura normal consegue ler uma palavra numa velocidade consideravelmente rápida, menos de um segundo. Isso acontece porque na primeira leitura de uma palavra, o cérebro a codifica visual e foneticamente. Porém, após um tempo, a palavra é reconhecida apenas de forma visual, como se fosse um objeto sem parte sonora, o que agiliza a leitura.

 

» 4 mitos sobre o funcionamento do cérebro humano
» Sucesso profissional depende do formato da cabeça
» Fique atento: Estresse no trabalho pode ser contagioso

 

O mecanismo foi descoberto por uma equipe de neurocientistas da Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos, que apresentaram a sua descoberta durante a reunião da sociedade americana de neurociência.

 

Para estudar a capacidade de leitura do cérebro os autores fizeram uma prova de reconhecimento de palavras distintas que tivessem o mesmo som em inglês. Doze voluntários fizeram o teste enquanto eram submetidos, também, a ressonância magnética funcional.

 

O experimento mostrou que diferentes neurônios eram ativados, exatamente quando acontece quando lemos palavras com sons parecidos. Isso sugere que o cérebro usa sempre a informação visual de uma palavra, e não os seus sons. Essa representação visual permite o reconhecimento rápido das palavras.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.