Notícias

Trabalho voluntário pode ser diferencial no seu currículo

      
(Crédito: mangostock / Shutterstock.com)
(Crédito: mangostock / Shutterstock.com)

 

É comum algumas pessoas colocarem no currículo a informação de que prestam algum tipo de trabalho voluntário . Mas você sabe o que realmente é valorizado pelas empresas a respeito disso? O voluntariado desenvolve características pessoais bastante interessantes para o crescimento profissional de jovens estudantes e recém-formados, que despertam a atenção dos contratantes durante os processos seletivos.

 

» Conheça 8 profissões que estão crescendo no Brasil
» Como fazer um currículo
» Todas as notícias de Carreira e Emprego

 

Além disso, desenvolver um trabalho voluntário exige espírito de equipe , desprendimento e preparo para realizar uma atividade com poucos recursos. "Quem trabalha de forma voluntária investe em uma oportunidade de crescimento pessoal e de gerar impacto positivo para o bem público", esclarece a gerente da área de Educação do Instituto Akatu , Angela Serino.

 

Mas atenção: nem toda ação voluntária desperta liderança e outras características interessantes para o lado profissional. Por isso, também é importante que se tenha consciência do tipo de trabalho que se realiza. Vale lembrar que as empresas valorizam não é só a ocupação em si, mas o que ela pode agregar à pessoa que vai ser contratada.

 

Em um trabalho voluntário, por exemplo, não há hierarquia, mas cooperativismo . “Uma das características mais importantes no voluntariado é saber trabalhar em equipe. Para que dê certo, é preciso ajudar o outro e somar forças”, diz Angela.

 

O que dizem os recrutadores

 

Os contratantes muitas vezes não exigem um candidato com experiências solidárias, mas sempre olham positivamente para essas pessoas. De acordo com a supervisora de processos especiais do CIEE (Centro de Integração Empresa Escola), Noely David, saber trabalhar sob pressão e ter jogo de cintura para lidar com situações adversas são algumas das situações que encantam recrutadores ao saber que o futuro funcionário desenvolve uma atividade desse tipo.

O trabalho voluntário requer dedicação, tempo e organização. “Acredito que exista uma espécie de espinha dorsal que mantenha uma pessoa em uma atividade solidária: relacionamento, saber trabalhar com escassez de recursos, ter iniciativa, saber planejar, saber liderar e ter alto grau de sensibilidade e doação. Essas são as características essenciais de um voluntário, que costumam ser também as mesmas de um funcionário bem visto por uma organização”, revela Noely.

 

Portanto, é possível concluir que um trabalho dedicado a uma instituição prestadora de serviço ou a um movimento que gere impactos positivos para a sociedade são formas de solidariedade que influenciam positivamente nas características pessoais. Estas, porém, também são interessantes à vida profissional. Angela afirma ainda que esse tipo de ação agrega à formação e mostra ao recrutador que o candidato tem responsabilidade e maturidade para enfrentar desafios.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.