Notícias

4 lições japonesas de empreendimento

      
(Crédito: Takayuki/Shutterstock.com)
(Crédito: Takayuki/Shutterstock.com)

 

O Japão está sendo cada vez mais destacado e reconhecido por ser um país onde o trabalho é sinônimo de êxito. Disciplina, gerenciamento de recursos financeiros, prudência e sabedoria são eixos do pensamento dos japoneses na consolidação de negócios.

 

» 5 maneiras de identificar um chefe ruim pela entrevista
» Vale a pena deixar um trabalho ruim?
» 4 dicas para você encontrar um trabalho nas férias

 

Um dos métodos que mais chama a atenção dentro da sociedade japonesa é aquele que cria modelos de negócios que não estão focados somente na lucratividade, e sim no desenvolvimento profissional do empresário e de sua equipe de trabalho.

 

De acordo com Mauricio Rodríguez, fundador e diretor da empresa de consultoria Lajapyme, o sucesso desta metodologia está na busca do bem-estar pessoal. Além de identificar o problema, este método trabalha diretamente com as empresas para propor alternativas e dar seguimento nas mudanças à medida que avancem.

 

No entanto, estes objetivos são cumpridos através da aplicação de conceitos chave, é ai que entram as lições japonesas:

 

# Ganhar mais não quer dizer que seja bom
Quando um empresário começa a ganhar mais dinheiro ele geralmente procura investir este capital na expansão da fábrica, compra de novas máquinas e outras coisas que o ajudem a crescer rapidamente. No entanto, investir aceleradamente pode não ser ideal para todos os tipos de empresas. É preciso analisar seu perfil e encontrar seu próprio ritmo de adaptação e crescimento para não sofrer no futuro.

 

# Adiar a recompensa
À medida que a empresa vá crescendo e ganhando dinheiro, é preciso reservar uma parte deste capital para investir em novas tecnologias, recursos humanos e infraestrutura. Ao mesmo tempo, é conveniente reservar uma boa parte deste lucro em uma outra conta para cobrir possíveis emergências no futuro.

 

# Economizar é essencial
Não se trata de ser prudente somente com os recursos da empresa. Um ponto importante da metodologia japonesa é a preocupação com os recursos humanos. É preciso economizar e reservar um fundo para cuidar da aposentadoria de seus funcionários e de outros gastos com pessoal que possam surgir ao longo dos anos.

 

# Combata a falta de foco
Há uma diferença muito grande entre ser disciplinado e concentrar-se. Existem empresas muito disciplinadas em seus gastos e uso de recursos, porém não estão focadas no seu negócio, é ai que a valorização do conhecimento acaba sendo importante, já que as empresas japonesas sempre buscam assessoria dos mais experientes antes de tomar qualquer tipo de decisão.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.