Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

 
(Crédito: Divulgação)

 

A Universia Brasil acredita no poder da arte. Por isso, criamos o projeto Um pouco de arte para sua vida. Serão 365 dias com pinturas diferentes de famosos artistas. Hoje, a obra homenageada é Três de maio de 1808, do pintor romântico Francisco de Goya.

 

» Confira a lista de todas as obras de arte

» Sobre o projeto "Um pouco de arte para sua vida"

 


Este quadro de Goya trata de um acontecimento histórico real. Durante a ocupação francesa na Espanha, um pelotão de fuzilamento da França estava executando madrilenhos comuns como punição pelos atos rebeldes contra a dominação francesa no país.

 

Com o fundo escuro em medonho contraste com a cena de horror, Goya criou uma cena dramática e expressiva, típica do Romantismo.

 

Alguns dizem que os fuziladores estão de costa porque não mostram compaixão nem emoção para com o ato que estão prestes a cometer. Outros afirmam que Goya não os representou porque não estariam lá por vontade própria, mas por obrigação e imposição de uma força maior, do governante da França na época: Napoleão Bonaparte.

 

Diferentemente dos franceses, os espanhóis são retratados de modo a provocar a compaixão e identificação do observador. Com um olhar apavorado, o homem de camisa branca levanta os braços num gesto de crucificação que o identifica como Jesus Cristo. Olhando bem para sua mão, pode-se perceber um estigma em seu membro, destacando-o, assim, como um mártir.

 

As pinceladas mais fortes e expressivas se revelam notavelmente nas roupas dos espanhóis. Principalmente na figura do mártir central e de seu companheiro com a cabeça entre as mãos. Já os franceses estão pintados com cores neutros e mais uniformes. Desta forma, Goya mostra sua simpatia pelos espanhóis.

 

 

Ficha Técnica – Três de Maio de 1808

Autor: Francisco de Goya
Onde ver: Museu do Prado, Madri, Espanha
Ano: 1814
Técnica: Óleo sobre tela
Tamanho: 2,68m x 3,47m
Movimento: Romantismo

 

 

 



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais