Notícias

Cerveja e vinho causam obesidade abdominal

      
(Crédito: v.s. anandhakrishna/Shutterstock.com)
(Crédito: v.s. anandhakrishna/Shutterstock.com)

 

Estudo publicado no European Journal of Clinical Nutrition, realizado com mais de 250 mil pessoas, confirma que a "barriga de chopp" não é um mito. Homens e mulheres que bebem álcool frequentemente sofrem de obesidade abdominal, a qual, por sua vez, relaciona-se com mortalidade em adultos. O efeito da bebida na gordura acumulada é maior no caso da cerveja do que no do vinho, embora os dois afetem na adiposidade na região dos quadris.

 

» 8 ótimos aplicativos de dieta e fitness
» Lipoaspiração poderá ser feita através de remédios
» O que traz mais energia? O açúcar ou a gordura?

 

A diferença da cerveja com o vinho é gritante. Os homens que consomem cerveja apresentam um risco de mais de 75% de ter obesidade abdominal. Enquanto que aqueles que consomem vinho têm esse número rebaixado para 25%.

 

Da mesma forma, os homens que bebem 3 ou mais copos por dia de cerveja aumentam em 50% sua probabilidade de engordar demais na cintura. Os que bebem um ou dois copos, apenas 15%. No entanto, as mulheres que consomem um ou dois copos de cerveja têm um risco ligeiramente maior de desenvolver obesidade abdominal do que aquelas que não chegam a consumir nem meio copo. As que consomem 3 ou mais duplicam a possibilidade.

 

Ou seja, entre beber menos de meio copo e 1 copo e meio, a probabilidade é basicamente igual. Portanto, beber 1 copo e meio valendo mais a pena. Com respeito ao vinho, as que tomam 3 ou mais copos por dia aumentam seu risco de obesidade abdominal para 60%, comparado com aquelas que bebem menos do que meio copo.

 

Já os homens que consomem 3 ou mais copos de vinho por dia apresentam risco de obesidade abdominal de 28%. Comparado com os números relacionados à cerveja, é bem mais aconselhável aos homens beber vinho.

 

Agora, temos que esperar para que saia outra pesquisa explicando o impacto das outras bebidas na gordura abdominal. Mas está comprovado, quem bebe demais não pode reclamar de, mais tarde, ter a famosa "barriga de chopp".

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.