Monday :: 20 / 10 / 2014

MaisNotícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DO SITE

Noticia : Intercâmbio

Diário de bordo Adelaide 11 - Australia Day

Paula Albuquerque ganhou um intercâmbio de cinco semanas na Universidade de Adelaide, na Austrália. O concurso cultural foi fruto da parceria da Universia Brasil com a Latino Australia Education, a representante oficial das principais instituições de ensino da Austrália no Brasil


ImprimirImprimirEnviar a un amigo EnviarPDFPDF

(Crédito: Paula Albuquerque/Divulgação)

(Crédito: Paula Albuquerque/Divulgação)

Celebrei meu feriado indo à Christies Beach, praia de água azul esverdeada, repleta de pinheiros e pedrinhas na areia

 

No dia 26 de janeiro se comemora o Australia Day, dia oficial da fundação da Austrália, data da chegada dos primeiros navios britânicos em Sydney Cove, em 1788. É feriado nacional e muitos australianos erguem suas bandeiras, se vestem de azul, branco e vermelho e vão às ruas festejar. É uma data polêmica por aqui, principalmente para os aborígenes e seus descendentes, que viviam em território australiano muitos anos antes da chegada do colonizador britânico. Para eles, o Australia Day é chamado de Survival Day ou Invasion Day.

 

 

» Diário de Adelaide: Dia 11


» Diário de bordo Adelaide 10 - o zoo e os pandas


» Mais Diário de bordo Adelaide por Paula Albuquerque

 

A maioria dos australianos em Adelaide assistiu ao jogo de críquete Australia X India (um dos esportes mais queridos por aqui), no estádio Adelaide Oval ou pela televisão, e seguiu para o Elder Park, às margens do Rio Torrens, para assistir à Australia Day Community Parade, reunindo os diferentes grupos de países que hoje vivem na Austrália. Não pude assistir à parade, mas soube que o grupo dos brasileiros fez bonito na avenida! Dança, música, roupas típicas: assim muitos japoneses, indianos, chineses, brasileiros e diversos outros grupos desfilaram e encantaram a plateia.

 

Celebrei meu feriado indo à Christies Beach, praia de água azul esverdeada, repleta de pinheiros e pedrinhas na areia. Vi muitos australianos se reunindo na praia para um barbecue (ou barbie, como manda a slang aussie), com suas sungas, biquinis e bandeiras tricolores.

 

Ao lado da sede do Tandanya, fundação cultural dedidaca à arte e cultura aborígene, celebrou-se o Survival Day e os 40 anos da Aboriginal Tent Embassy, com música, dança e atrações para as crianças (cabe aqui um parênteses: em 1972, três jovens aborígenes ergueram um guarda-sol amarelo no gramado do Parlemento Australiano em Canberra e colocaram uma placa escrita "Aboriginal Embassy", como uma forma de protestar e clamar pela visibilidade às questões indígenas no país. O número de pessoas acampadas aumentou nos meses seguintes e o acampamento foi violentamente desmantelado pela polícia e filmado pelas redes de televisão. A causa foi apoiada por muitos ativistas e grande parte da população em todo o país).

 

Dei uma passada por lá no final da tarde, conferi uma das apresentações musicais da tarde e segui para o Rymill Park, pertinho dali, para onde alguns amigos australianos levaram caixas de som e laptop para celebrar o Australia/Survival Day de um jeito inusitado: dançando ao ar livre por horas a fio. :)

 

No Elder Park, uma multidão assistia aos shows de Jack Bucksin, finalista do Young Australian of the Year, uma espécide de Idols local, e da "princesa do pop" Ricki-Lee. Por volta das 22h, o céu de Adelaide se iluminou e coloriu com os fogos de artifício. Para mim, foi uma sensação bonita de "um novo ano está começando". Meu novo ano começou lindamente aqui na Austrália. 2012, seja muito bem-vindo!

 

XXX,
Paula Albuquerque

 

 






RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Publicidad

Publicidad