text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

 
(Crédito: Paula Albuquerque/Divulgação)

 

Alguns dos melhores vinhos australianos são produzidos no sul da Austrália, principalmente em Barossa Valley, ClareValley, Coonawarra, McLaren Vale e Langhome Creek, a alguns quilômetros do centro de Adelaide. Nesta temporada, conheci algumas vinícolas na região de Adelaide Hills (nas cidadezinhas de Hahndorf e Bridgewater), McLaren Vale e Barossa Valley, de pequeno e médio porte. Chateaus históricos, charmosas cellar doors (como são chamados os locais onde se provam e compram os vinhos), wineries que abrigam galerias de arte. Vinhos para todos os gostos e bolsos em paisagens lindas, que mesclam os tons ocres do solo australiano ao verde vibrante dos vinhedos. Provei deliciosos vinhos, de Chardonnay a Merlot, de Riesling a Shiraz (a especialidade das vinícolas australianas); tintos, brancos, rosés, espumantes: já deu pra sentir que o passeio é imperdível, não?

 

 

» Diário de Bordo Adelaide: Dia 16


» Diário de bordo Adelaide - Cangurus, coalas e bicicletas parte 2


» Mais Diário de bordo Adelaide por Paula Albuquerque

 

 

E foi com um passeio por Barossa Valley que me despedi de Adelaide. O plano inicial era realizar o sonho de meninice e sobrevoar o vale em um balão (lembram-se do texto que enviei para o concurso?). Agendei o voo e por 3 vezes ele teve de ser cancelado, em função do mau tempo e dos fortes ventos da última semana. It wasn't meant to be. Não voei de balão, mas provei vinhos deliciosos neste dia de despedida! Fomos também à Barossa Reservoir, reservatório de água onde fica o Whispering Wall, incrível muro de pedra construído de maneira que uma pessoa pode conversar com a outra a metros de distância. Parece mágica, mas é a pura maravilha da engenharia acústica.

 

Como costumo dizer para os amigos, este foi um turning point em minha vida. Nunca tinha cruzado um oceano e não imaginava que a primeira vez que o fizesse fosse para tão longe! Vivendo durante estas semanas em Adelaide, constatei como o mundo é grande, multicultural e diverso. Fui muito bem recebida em Adelaide, tanto pela Merry, que me hospedou em sua casa e me acolheu de braços abertos, quanto pelos novos amigos australianos, professores, diretores e colegas da University of Adelaide, mas também onde quer que eu fosse. As pessoas costumam cumprimentar o motorista de ônibus e agradecer quando desembarcam - uma cordialidade que sempre admirei e que encontrei por aqui.

 

Foram dias intensos e cheios de aprendizados. Além de praticar meu inglês, que andava adormecido por anos (aprender inglês em um país anglófono faz toda a diferença: você é obrigado a se comunicar fulltime em uma nova língua e em poucos dias se dá conta que começa a 'pensar em inglês'!), pude conhecer um pouco sobre a cultura australiana e sobre a cultura dos meus colegas, que vieram de países como Coréia do Sul, China e Arábia Saudita, e aprendi muito sobre mim mesma. Viajar faz isso com a gente: descobrimos uma nova cidade, um novo país, um novo continente, mas descobrimos ao mesmo tempo um pouco mais sobre nós mesmos.

 

Mais uma vez, quero agradecer pela incrível oportunidade de vida ao portal Universia, à Latino Austrália Education, à Universtiy of Adelaide e à Merry Wickes. Muito muito obrigada! Espero que vocês tenham curtido acompanhar este blog tanto quanto eu curti dividir minha jornada por aqui.

 

Antes de voltar para casa, vou passar 4 dias em Sydney. Prometo preparar um texto com novas fotos e contar por aqui um pouco desta nova experiência, ok?

 

Abraços meus,
Paula Albuquerque

 

 



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais

    Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.