Notícias

Comer bolo de chocolate no café da manhã ajuda a perder peso, dizem cientistas

      
(Crédito: Mark Stout Photography / Shutterstock.com)
(Crédito: Mark Stout Photography / Shutterstock.com)

 

Como receita para um regime, comer uma fatia de bolo de chocolate no café da manhã pode parecer uma fantasia. Mas um café da manhã completo, que inclua algum doce, pode contribuir para a perda bem sucedida de peso, segundo cientistas. Uma equipe da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriu que comer pudim como parte de uma café da manhã balanceado, de 600 calorias, que também inclua proteínas e carboidratos, pode ajudar a perder mais peso, e manter a nova forma por mais tempo.

 

A chave, segundo a professora Daniela Jakubowicz e sua equipe, é saciar-se de manhã, quando o metabolismo do corpo está mais ativo e estamos mais aptos a queimar as calorias no restante do dia. Ela diz que, tentar abster-se completamente de doces pode levar ao vício psicológico desses alimento a longo prazo. Então, acrescentar doces ou sobremesas ao café da manhã pode controlar novos desejos no restante do dia.

 

» Dieta anti-envelhecimento: Como comer para viver mais
» Pesquisa revela: Fazer dieta reduz o risco de câncer de mama
» 8 ótimos aplicativos de dieta e fitness

 

Durante o estudo de 32 semanas, publicado no jornal Steroids, os participantes que acrescentaram sobremesas às suas refeições matinais – biscoitos, bolo, chocolate, etc – perderam, em média, 18,14 kg a mais que aqueles que evitaram tais alimentos. Além disso, eles mantiveram a nova forma por mais tempo. A refeição matinal fornece energia para as tarefas do dia, auxilia no funcionamento do cérebro e inicia o metabolismo do corpo, tornando-se crucial para a perda de peso e sua manutenção.

 

Além disso, a professora Jakubowicz explica que, o café da manhã é o principal regulador de grelina, o hormônio da fome. Baseando seu estudo nesse fato, os pesquisadores esperaram poder determinar se o horário e a composição das refeições poderiam influenciar na perda de peso, em curto e longo prazo, ou se isso era uma simples questão de contagem de calorias. 193 adultos, clinicamente diagnosticados como obesos e não diabético foram aleatoriamente distribuídos em dois grupos de dieta, com consumo de calorias idêntico: homens consumiam 1600 calorias, mulheres 1400.

 

No entanto, o primeiro grupo era alimentado por uma dieta com poucos carboidratos, incluindo um café da manhã pequeno de 300 calorias. O segundo grupo recebeu um café da manhã de 600 calorias, com muita proteína e carboidratos, sempre com uma sobremesa incluída, por exemplo chocolate. No meio do estudo, os participantes de ambos os grupos haviam perdido, em média, 14,97 kg por pessoa. Os participantes do grupo de baixo consumo de carboidratos recuperaram, em média, 10kg por pessoa, enquanto os integrantes do grupo 2 perderam outros 6,8kg, cada um.

 

No final das 32 semanas, aqueles que haviam consumido um café da manhã de 600 calorias haviam perdido, em média, 18,14kg a mais do que seus colegas do outro grupo.

 

Um dos maiores desafios que as pessoas enfrentam é manter as novas medidas, em longo prazo, após a perda de peso. Ingerir uma porção maior de nossas calorias diárias no café da manhã parece fazer sentido, já que é bom para o funcionamento do corpo, e também alivia desejos posteriores por comida.

 

Dietas altamente restritivas, que proíbem sobremesas e carboidratos, são inicialmente efetivas, mas, em geral, fazem com que as pessoas se desviem de seus planos alimentares, como resultado de sintomas da abstinência. Em longo prazo, elas acabam ganhando muito mais peso do que perdendo.

 

A professora Jakubowicz diz que, apesar de os dois grupos consumirem a mesma quantidade de calorias diariamente, “os participantes no grupo de baixo consumo de carboidratos ficaram menos contentes, e sentiram que não estavam satisfeitos”. Ela disse que os desejos por açúcar e carboidratos foram mais intensos e eventualmente causaram desvios nos planos de dieta. “Mas os grupo que obteve um café da manhã de 600 calorias, incluindo a sobremesa, experimentou menos desejos por esses alimentos no decorrer do dia”. Em última análise, isso mostre que ao adotarmos uma dieta, temos que ser realistas, pois a forma que nos alimentamos deve ser uma estilo de vida. A equipe concluiu que, a contenção de desejos é melhor do que a privação total para obter sucesso na perda de peso.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.