Notícias

Quais são os benefícios que a cerveja traz para a saúde?

      
(Crédito: bioraven / Shutterstock.com)
(Crédito: bioraven / Shutterstock.com)

 

Apesar da má reputação da cerveja, ela possui um bom número de antioxidantes naturais e vitaminas que podem ajudar a prevenir problemas cardíacos e até reconstruir músculos. Além disso, possui um dos maiores índices de energia entre os alimentos e bebidas. É claro que isso significa que você precisa estabelecer limites – uma cerveja pode te ajudar, mas quatro irão engordar.

 

» Cerveja e vinho causam obesidade abdominal
» Beber refrigerante diet aumenta o risco de ataque cardíaco, diz pesquisa
» Beber vinho aumenta o risco de câncer de mama

 

Se você está preocupado com a desidratação, mantenha em mente que a cerveja é constituída por 93% de água. De acordo com um estudo espanhol, a cerveja pode, na realidade, prover melhor hidratação que somente beber água quando se está suando ou debaixo de sol.

 

Qual é o melhor tipo de cerveja para alcançar esses benefícios?

Se pensarmos em calorias, você pode ser tentado a beber a versão light, mas para benefícios saudáveis, uma cerveja escura é a melhor opção. Elas têm mais antioxidantes, o que auxilia na reversão de danos celulares que ocorrem no corpo. Um estudo recente, publicado no Journal of The Science of Food and Agriculture, descobriu que cervejas escuras possuem maior percentual de ferro, se comparadas com a versão light. Lembre-se, o ferro é um mineral essencial para o corpo. Compõe todas as células e é responsável por muitas funções, como por exemplo, transportar o oxigênio de nossos pulmões para o restante do corpo.

 

Outras boas opções são as cervejas caseiras, mais saudáveis que as industrializadas por que possuem mais lúpulo. O lúpulo contém polifenóis, que auxiliam no tratamento de câncer, matam vírus e abaixam o colesterol. Apenas lembre-se da regra de ouro: Tudo em moderação. Você não quer constranger a si mesmo e a seus amigos por beber além da conta, e com certeza não quer colocar sua saúde em risco com futuros problemas cardíacos, hepáticos ou renais.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.