Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

 
(Crédito: Paula Albuquerque/Divulgação)

 

Me despedi de Adelaide e passei 4 dias em Sydney antes de embarcar de volta ao Brasil. Sydney fica a duas horas de vôo de Adelaide e é uma cidade grande e linda - se for à Austrália, não deixe de passar pelo menos um final de semana por lá. Como meu hotel era no centro, pude conhecer várias das principais atrações da cidade a pé, o que acho sempre uma boa dica para descobrir também o que está fora dos roteiros turísticos. Flanando pelas ruas do CBD, passei pelo Hyde Park, uma praça/parque lindo bem no centro da cidade, onde muitos australianos se reúnem para almoçar, passar o tempo, passear com suas crianças ou fazer exercícios - e onde encontrei vários íbis, simpáticas aves de pescoço longo e bico comprido.

 

» Diário de Bordo Adelaide: Dia 17
» Diário de bordo Adelaide - As vinícolas de South Australia e minha despedida de Adelaide
» Mais Diário de bordo Adelaide por Paula Albuquerque

 

Aproveitei meu primeiro dia em Sydney para flanar por Darling Harbour, charmoso cais repleto de barcos, cruzeiros, lojas, bares e restaurantes, onde também se encontram o Museu Marítimo, o Museu de Arte Contemporânea e o Aquário de Sydney, aberto até às 20h (lembre-se que estamos na Austrália e tudo por aqui costuma fechar às 17h!) e um programa muito bacana para todas as idades. No Aquário vivem mais de 600 espécies de animais, mas os ornitorrincos, pingüins e tubarões roubam a cena (e os flashs!).

 

Numa city tour pela manhã, pude ter uma noção melhor da geografia da cidade, cruzando alguns dos principais highlitghts de Sydney: Darling Harbour, Sydney Harbour Bridge, The Rocks, Paddington, Woolloomooloo, Botanic Gardens, Bondi Beach (uma das praias mais famosas do mundo e um dos principais pontos turísticos da cidade. Novamente a organização australiana me impressionou: em Bondi você encontra armários e um banheiro público com chuveiros!). Última parada: Opera House, símbolo da Austrália. Realmente o projeto do arquiteto dinamarquês Jørn Utzon impressiona por sua forma inusitada e sua monumentalidade branca. Sua construção foi polêmica: começou em 1959, em 1966 Utzon deixou o projeto e a Opera House foi inaugurada em 1973, com 5 teatros, 5 estúdios de ensaio, 2 auditórios, 4 restaurantes, 6 bares e várias lojas de souvenir.

 

Cheguei em Sydney na época certa: a Art Gallery recebia uma retrospectiva de obras de Picasso expostas no Muséé Picasso de Paris. Emocionante imaginar que aquelas telas estiveram no atelier do mestre. Emocionante ver ao vivo o que só vemos em reproduções nos livros. Ver as obras em tamanho real, com as pinceladas e cores vivas em nossa frente. Lindo. Me emocionei especialmente com a tela 'Paul en Arlequin', de que tanto gosto, retrato do primeiro filho do artista vestido de Arlequim, com as bochechinhas rosadas e uma expressão linda.

 

Depois de Bondi Beach, não podia deixar de conhecer a também famosa Manly Beach. Num final de tarde ventoso peguei o ferryboat em Circular Quay, com vista privilegiada para a Opera House e Sydney Bridge, e fui passar algumas horas nesta bonita praia, cheia de pinheiros na orla, restaurantes, bares e surfistas.

 

A Austrália vai deixar saudades. Como contei no post anterior, foi um tempo bonito de muitas descobertas e auto-descobertas. Pretendo voltar à Adelaide para rever os novos amigos e aproveitar as milhares de atrações dos festivais Fringe e Womadelaide, em fevereiro e março, quando as ruas, teatros, galerias e praças são tomadas de arte e música de primeiríssima qualidade. A Austrália é imensa e na minha lista ainda estão Gold Coast, Brisbane, Melbourne, Perth… Uma vida não será suficiente!

 

Abraços em quem me acompanhou por aqui, e novamente um 'muito obrigada' ao portal Universia, à Latino Australia Education, à University of Adelaide e à Merry Wickes.

 

Até a próxima!
Paula Albuquerque

 

 



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais