• Quem é você?

Notícias

Descoberta a proteína da depressão, diz estudo

      
(Crédito: Andrea Danti / Shutterstock.com)
(Crédito: Andrea Danti / Shutterstock.com)

 

Por que cada vez mais pessoas sofrem da depressão? Um grupo de cientistas do Centro de Biologia Molecular Severo Ochoa comprovaram que as mutações na proteína humana Tau induzem a essa condição através de experimentos com camundongos. A proteína encontra-se nos neurônios e suas alterações se relacionam com algumas doenças neurodegenerativas.

 

» Emprego ruim deprime mais do que o desemprego
» Sexo e agressividade estão intimamente ligados no cérebro
» As pessoas ficam mais deprimidas no natal?

 

Quando os pesquisadores administravam grandes quantidades da proteína no cérebro de ratos saudáveis observaram a degeneração de algumas zonas do hipocampo assim como ocorre com o comportamento depressivo. “A morte de um tipo específico de células mães presentes no cérebro, produzidas pela super fabricação da proteína Tau, parece ocasionar nos ratos a perda de suas capacidades na luta pela sobrevivência, comportamento considerado semelhante à depressão humana”, explicaram os autores do estudo na revista Neuroscience.

 

Segundo os cientistas, o fato de que algumas zonas do cérebro, como o hipocampo, são especialmente sensíveis às alterações da proteína Tau deve auxiliar na prevenção e tratamento de enfermidades neurodegenerativas. Esta área, relacionada com processos de memória e aprendizado, é uma das poucas áreas do cérebro onde nascem novos neurônios durante a vida adulta. Há teorias de que, sem essa regeneração neural, o cérebro é incapaz de armazenar novas memórias e pode desenvolver doenças como Alzheimer.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.