Notícias

Como se livrar de perguntas inconvenientes ou respostas incompletas

      
(Crédito: Novelo / Shutterstock.com)
(Crédito: Novelo / Shutterstock.com)

 

Como algumas pessoas conseguem reagir a perguntas difíceis sem realmente respondê-las? A habilidade de esquivar-se dessas perguntas ou detectar pessoas que fazem isso é explorada em um estudo publicado pela American Psychological Association. As pessoas normalmente julgam palestrantes, oradores e políticos por que desejam formar uma opinião sobre eles. Essa expectativa faz com que os palestrantes fiquem suscetíveis a esquivar-se e evitar respostas objetivas por que se sentem pressionados.

 

» 8 dicas de como fazer discursos
» 23 perguntas reais que você não quer responder em uma entrevista de emprego
» Saiba como dizer não (até mesmo para os professores e chefes!)

 

O estudo, publicado no Journal of Experimental Psychology: Applied, diz que, a capacidade limitada de prestar atenção também contribui para que os expectadores não notem essa evasão ou falta de resposta. Durante a pesquisa, os cientistas notaram que, quando os participantes eram direcionados a prestar atenção para a relevância de uma resposta ou se o texto da pergunta estava visível para os expectadores, a habilidade de reconhecer respostas incompletas ou esquivas aumentou mais que o dobro, passando de 39% para 88%, quando o texto da pergunta estava disponível.

 

Para os autores Todd Rogers e Michael I. Norton, ambos da Universidade de Harvard, “os resultados sugerem que intervenções muito simples podem ajudar dramaticamente aos eleitores para que foquem-se no real conteúdo dos políticos ao invés de focarem-se apenas em seus estilos pessoais e carisma”.

 

Os pesquisadores conduziram quatro experimentos diferentes com 1.139 homens e mulheres que tinham, em média, 44 anos. Em três desses estudos, os participantes assistiram a vídeos de debates políticos simulados e responderão a questionários online. No quarto estudo, os participantes apenas ouviram trechos do debate e responderam às questões.

 

Os resultados indicam que as pessoas são frequentemente incapazes de lembrar-se das perguntas originais se o palestrante fornece respostas parecidas, mas que, na realidade, fogem do que foi realmente perguntado. Além disso, os oradores que responderam corretamente e os que foram esquivos foram avaliados igualmente positivos pelos participantes.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.