Notícias

Múmia de mais de 5200 anos pode ajudar em pesquisas de doenças do coração

      

 

O genoma do Ötzi, o "homem de gelo" que faleceu há 5200 anos, acaba de ser mapeado. Os pesquisadores reconstruíram seu aspecto e diagnosticaram que ele apresentava problemas cardiovasculares. Estes dados podem ajudar em pesquisas sobre o coração humano.

 

» 9 mitos sobre o cérebro que a ciência desmascarou
» Fritura não faz mal ao coração, diz pesquisa
» As 10 melhores notícias de curiosidade de 2011

 

A análise genômina do "homem do gelo" revelou que o homem havia morrido com 45 anos, media 1,60 metro e pesava cerca de 50 kg. Além disso, Ötzi era do grupo sanguíneo O, sofria de intolerância à lactose e tinha os olhos e o cabelo castanhos.

 

Os genes da múmia revelam que seus ancestrais vieram do Oriente Médio e sua genética é semelhante aos habitantes das ilhas de Córsega (França) e Cerdanha (Itália).

 

No entanto, a informação mais intrigante é que, embora fosse magro e não tivesse vida sedentária, sofria de problemas no coração; mais especificamente de aterosclerose.

 

Intriga mais ainda se pensarmos que Ötzi não estava exposto aos fatores de risco que leva nossa população atualmente. É claro que o "homem do gelo" não comia "fast-food".

 

O antropólogo e co-autor deste estudo, Albert Zink, declara: "Sem dúvida, usaremos esses dados curiosos para averiguar como se desenvolveram tais doenças no homem de 5200 anos."

 

"Estes estudos podem ajudar quem tem tendência a apresentar problemas cardíacos, porque podemos confrontar o passado com o presente", acrescenta o antropólogo.

 

Os cientistas também identificaram restos de bactérias do gênero "Borrelia". Tal descoberta pode ser a evidência mais antiga da doença de Lyme, ou borreliose de Lyme, uma infecção transmitida por carrapatos.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.