Notícias

Conheça O Nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli

      
Crédito: Wikipédia
Crédito: Wikipédia

 

A 105º obra homenageada pelo projeto Um Pouco de Arte para sua Vida é do pintor italiano Sandro Botticelli. O Nascimento de Vênus é uma pintura com movimentos suaves e harmonia e mostra a chegada de Vênus, deusa romana do amor, da beleza e da fertilidade à ilha de Chipre.

 

 

» Confira a lista de todas as obras de arte

» Sobre o projeto "Um pouco de arte para sua vida"

 

A deusa de Botticelli incorpora o ideal de beleza do Renascimento: seus membros claros são longos e elegantes, os ombros se inclinam, a barriga é sensualmente arredondada e sua expressão de rosto refinado apresenta algo de etéreo. A pintura pode ser vista como a manifestação física de uma beleza considerada divina e perfeita.

 

Tudo ao redor da deusa são simbolos da primavera, época de novos começos e renovação. A figura icônica de Vênus encontra-se no centro da composição, perfeitamente equilibrada.

 

O quadro provavelmente foi encomendado por um rico membro da família Medici, Lorenzo di Pierfrancesco de' Medici, para ser colocado em sua vila em Castello, próximo a Florença. Na itália renascentista era comum que obras com cenas mitológicas fossem encomendadas para decorar móveis de madeira.

 

Botticelli rompeu com essa tradição ao pintar O Nascimento de Vênus, pois produziu a primeira obra em tela para mostrar uma imagem mitológica em grande escala - tamanho que só era usado para pinturas religiosas.

 

 

4 detalhes de O Nascimento de Vênus se destacam:

1. Vênus:

A deusa surge como uma mulher feita. Sua mão direita cobre um dos seios, enquanto a esqueda segura os longos cabelos dourados sobre a região púbica. Sua pose clássica, conhecida como Vênus pudica, vai contra representações de outros artistas sobre a deusa, que aparecia de forma mais erótica. A vênus de Botticelli representa o ideal de beleza italiano do século XV.

 

 

2. Concha:

A deusa está prestes a deixar seu barco, uma concha ancorada no centro da composição. Embora o nome do quadro se refira ao nascimento de Vênus, este fato se deu em circunstâncias menos poéticas. De acordo com a mitologia grega, a deusa teria surgido da espuma fértil criada quando os órgãos genitais de seu pai, Urano, foram jogados no mar.

 

 

3. Zéfiro e Clóris:

O deus alado Zéfiro, personificação do vento oeste, traz movimento à cena. Suas bochechas são representadas de modo que o espectador acredite que ele está soprando para que as ondas empurrem Vênus em direção à praia. O deus aparece com uma mulher, provavelmente Clóris, uma ninfa moral roubada pelo deus para ser sua noiva.

 

 

4. Flora:

A figura feminina à direita é identificada como Flora, a deusa das flores. Uma figura alegórica, a deusa representa a primavera, tempo de renovação. Ao redor de seu pescoço aparecem folhas de murta, a árvore sagrada de Vênus.

 

O Nascimento de Vênus

 

 

Ficha Técnica - O Nascimento de Vênus:


Autor: Sandro Botticelli
Onde ver: Uffizi, Florença, Itália
Ano: 1485
Técnica: Têmpera sobre tela
Tamanho: 172,5cm x 278,5cm
Movimento: Renascimento

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.