Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

 
Crédito: Shutterstock.com

 

Se você digita uma palavra no Google, em menos de um segundo o buscador vai apresentar milhares de resultados que mencionam o termo. Alguns deles, de fato, podem ajudar muito na sua busca, já outros nem tanto. Para ensinar estudantes e professores a separar as informações corretas e ajudá-los a fazer pesquisas mais qualificadas, o Google lançou esse mês, o site Search Education.

 

» Especialista diz que Facebook e Google desaparecerão em cinco anos
» Como conseguir um emprego usando o Google
» Google pode ajudar a mapear casos de gripe e dengue

 

Ainda em inglês, o site é voltado para professores interessados em ensinar estratégias de pesquisa a seus alunos ou a usuários que querem aperfeiçoar suas buscas. De acordo com Tasha Bergsin-Michelson, educadora do Google, a empresa decidiu ensinar os estudantes a pesquisar porque o Google tem várias ferramentas, mas a maioria das pessoas só conhece parte delas.

 

Uma das seções do site é a Lessons Plans, ou planos de aula, em português. Nela, é possível encontrar os tutoriais em três níveis de dificuldade que ensinam educadores com mais ou menos intimidade com o Google a pesquisar. Os vídeos dão dicas de como escolher os termos de pesquisa mais adequados, entender o resultado da busca, restringir a pesquisa para chegar a melhores resultados e até avaliar a credibilidade da fonte de informação.

 

A estratégia do Google de falar aos professores tem como objetivo fazer o treinamento chegar aos alunos para torná-los capazes de aprender sozinhos e de ser bons questionadores. Para Anne Arriaga, bibliotecária e membro da equipe de educadores do Google, é preciso cultivar a autonomia da aprendizagem nos nossos estudantes, para quando eles saírem para o mundo, depois do ensino médio, na faculdade, na carreira ou na vida, eles saibam como pesquisar e pensar criticamente.

 

No Search Education, os professores encontram também uma série de sugestões para desafiar os alunos. Dividido por disciplinas como história, geografia, biologia, o Google Day Challenge propõe atividades em que os estudantes serão testados tanto no conhecimento da matéria quanto nas ferramentas do buscador. Pelo site, o professor recebe dicas de como conduzir o exercício.

 

As atividades específicas foram desenvolvidas a partir do currículo norte-americano e, por enquanto, não há previsão de que a ferramenta seja traduzida ou adaptada para o ensino brasileiro. Para os vídeos gerais, que falam sobre as funcionalidades do Google, no entanto, as dicas podem ser muito úteis.

 

O único problema é que todos os tutoriais são em inglês. Quem não domina o idioma, porém, pode recorrer à ajuda do próprio Google para decifrá-los. Ao clicar no botão CC, na parte inferior da tela, é possível selecionar a opção de ter a transcrição do áudio. Com o áudio transcrito, é só jogar o texto para ser traduzido pelo Google Tradutor.

 

 



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais