Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

 

O projeto Um Pouco de Arte para sua Vida homenageia hoje a obra A Escola de Atenas, do pintor Rafael Sanzio. A obra é um afresco, o mais famoso encomendado pelo papa Julio II ao reformar seus aposentos particulares no Palácio do Vaticano.

 

 

» Confira a lista de todas as obras de arte

» Sobre o projeto "Um pouco de arte para sua vida"

 

Rafael e seus assistentes ficaram encarregados da decoração das quatro grandiosas salas em 1508 e continuaram o trabalho sob o sucessor de Júlio, Leão X. No entanto, Rafael morreu antes da conclusão das obras.

 

O afresco, de proporções monumentais, representa um encontro imaginário de sábios e filósofos clássicos. A obra fica localizada acima da altura da cabeça na Stanza della Segnatura, de teto abobadado. As poses graciosas, assim como o movimento e a expressividade das figuras foram alcançadas após centenas de estudos e esboços detalhados criados por Rafael. Outra característica notável e a harmonia da composição.

 

Como a Stanza della Segnatura era usada como biblioteca e escritório do Papa, o tema dos afrescos é a busca da verdade e da sabedoria. A Escola de Atenas representa o esforço para alcançar a verdade racional por meio da filosofia. As figuras dos dois grandes filósofos gregos, Platão e Aristóteles, são fundamentais na composição da imagem.

 

 

5 detalhes de A Escola de Atenas se destacam:

1. Platão e Aristóteles:

Os dois grandes filósofos gregos representam a filosofia teórica e natural. SOb o braço direito, Platão carrega Timeu, um de seus diálogos. O filósofo acreditava que um mundo de formas ideais existia além do universo material e por isso foi retratado apontando para o céu. Platão se parece com Da Vinci, contemporâneo de Rafael, a quem o pintor está rendendo tributo. Já Aristóteles segura sua famosa Ética e gesticula em direção ao chão, já que acreditava que o conhecimento só é alcançado por meio da observação empírica do mundo material.

 

 

2. Heráclito:

A linguagem corporal expressiva de Heráclito lhe dá um ar de melancolia. O filósofo grego pré-socrático era comumente chamado de "filósofo chorão" e é representado apoiado em um banco de mármore, onde parece escrever pensamentos sombrios numa folha. A figura é um retrato de Michelangelo, outro contemporâneo de Rafael que trabalhava próximo, pintando o teto da Capela Sistina.

 

 

3. Euclides:

Inclinado, demonstrando um exercício matemático com um compasso, o matemático grego Euclides, considerado o pai da Geometria, aparece cercado por um grupo de jovens. A figura é um retrato do arquiteto Bramante.

 

 

4. Pitágoras:

No lado oposto a Euclides é possível identificar o célebre filósofo e matemático Pitágoras. Assim como Euclides, o matemático é atentamente observado por um grupo de alunos, enquanto demonstra teorias de geometria.

 

 

5. Zoroastro e Ptolomeu:

Ao juntar em uma mesma obra as maiores mentes da filosofia, Rafael teve a oportunidade de representar discussões que nunca poderiam ter acontecido. Uma delas doi a de Zoroastro, profeta e filósofo da antiga Pérsia, com Ptolomeu, matemático, geógrafo e astrônomo grego. Ptolomeu acreditava que a Terra era o centro do universo e por isso foi representado com um globo terrestre na mão esquerda, enquanto Zoroastro segura uma esfera celeste.

 

A Escola de Atenas

 

 

Ficha Técnica - A Escola de Atenas:


Autor: Rafael Sanzio
Onde ver: Vaticano, Roma, Itália
Ano: 1509 - 1511
Técnica: Afresco
Tamanho: 500cm x 770cm
Movimento: Renascimento

 

 



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais