Thursday :: 02 / 10 / 2014

MaisNotícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DO SITE

Noticia : Enem 2012

Escravidão cai no Enem; entenda o que estudar

Confira os principais fatos da Escravidão que você deve estudar para a prova de história do Enem 2012. As provas do Enem 2012 serão aplicadas nos dias 3 e 4 de novembro. O resultado final estará disponível para os estudantes a partir de 28 de dezembro


ImprimirImprimirEnviar a un amigo EnviarPDFPDF

imagen-relacionada

Crédito: Shutterstock.com

Enem 2012 será realizado nos dias 3 e 4 de novembro

 

O tema Escravidão ficou empatado com Militarismo no Brasil e Idade Média em quarto lugar no ranking dos temas que mais aparecem nas edições do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A escravidão denominada também como escravismo e escravatura, é a prática social em que um ser humano assume direitos de propriedade sobre outro, o escravo, ao qual é imposta tal condição por meio da força.

 

» Brasil Colônia cai no Enem; entenda o que estudar
» A escravidão no Brasil colônia
» Todas as notícias sobre o Enem 2012

 

Em algumas sociedades, desde os tempos mais remotos, os escravos eram legalmente definidos como uma mercadoria. Os preços variavam conforme as condições físicas, habilidades profissionais, a idade, a procedência e o destino.

 

De acordo com o professor Célio Tasinafo, do cursinho Oficina do Estudante, Escravidão é cobrada para questionar os candidatos sobre as questões de cidadania. “A escravidão é o oposto de cidadania, o sujeito não é dono de si”, explica. A pessoa passa a ser um produto, e assim como qualquer mercadoria, a qualquer momento ela pode se desvalorizar e ser descartada.

 

Durante as décadas vários povos foram escravizados. Entre eles os principais são: índios e negros. “As pessoas escravizadas são sempre à margem da sociedade”, afirma. Há diversas ocorrências de escravidão sob diferentes formas ao longo da história, praticada por civilizações distintas. No geral, a forma primária dessa prática se deu na medida em que povos com interesses divergentes guerrearam, e os prisioneiros de guerra se tornaram escravos.

 

Apesar de na Idade Antiga ter havido comércio de escravos, não era necessariamente esse o fim reservado a esse tipo de herança de guerra. Algumas culturas com um forte senso patriarcal reservavam à mulher uma hierarquia social semelhante ao do escravo, negando-lhe direitos básicos que constituiriam a noção de cidadão.

 

 

As provas do Enem 2012

O Enem 2012 será realizado nos dias 3 e 4 de novembro (confira o cronograma do Enem no final da página). O exame tem quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma redação. As provas vão tratar de quatro áreas de conhecimento do ensino médio. São elas:

 

1. Ciências humanas e suas tecnologias: história, geografia, filosofia e sociologia

 

2. Ciências da natureza e suas tecnologias: química, física e biologia

 

3. Linguagens, códigos e suas tecnologias e redação: língua portuguesa, literatura, língua estrangeira (inglês ou espanhol), artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação

 

4. Matemática e suas tecnologias: matemática

 

As provas do Enem 2012 terão início às 13h (horário de Brasília). No dia 3 de novembro, os candidatos farão as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, até as 17h30. Já no dia 4 serão realizadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, que terminarão às 18h30.

 

Antes de iniciar as provas, o candidato deverá verificar se o seu caderno de questões contém a quantidade de questões indicadas no seu cartão-resposta ou qualquer defeito gráfico que impossibilite a resposta às questões. O estudante deverá ler e conferir todas as informações registradas no caderno de questões, no cartão-resposta, na folha de redação, na lista de presença e demais documentos do exame. Caso encontre algum erro, deverá imediatamente comunicar ao aplicador de sua sala para que ele tome as providências cabíveis no momento da aplicação da prova.

 

Para a realização das provas do Enem, o candidato deverá usar somente caneta com tinta esferográfica preta e feita com material transparente. Além disso, só poderá entregar o gabarito e deixar a sala após duas horas de prova. Para levar o caderno de questões, é necessário esperar na sala até que faltem 30 minutos para o fim da prova.

 

Segundo o edital, a capa do caderno de questões possui informações sobre a cor do mesmo e uma frase em destaque, e caberá obrigatoriamente ao candidato marcar nos cartões-resposta, a opção correspondente à cor da capa do caderno de questões; transcrever nos cartões-resposta a frase apresentada na capa de seu caderno de questões. As respostas das provas objetivas e o texto da redação do deverão ser transcritos, com caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente, nos respectivos cartões-resposta e folha de redação, que deverão ser entregues ao aplicador ao terminar o exame.

 

O Inep recomenda que os candidatos cheguem ao local de prova ao meio-dia (horário de Brasília). É obrigatória a apresentação de documento de identificação original com foto para a realização das provas. Quem não tiver o documento deverá apresentar boletim de ocorrência emitido no máximo 90 dias antes da data da prova e se submeter a uma identificação especial e preenchimento de formulário próprio.

 

 

O que não pode no Enem 2012

O edital do Enem proíbe ao candidato, sob pena de eliminação, falar com outros candidatos, usar lápis, lapiseira, borracha, livros, manuais, impressos, anotações, óculos escuros, calculadora, agendas eletrônicas, celulares, smartphones, tablets, ipod, gravadores, pen drive, mp3 ou similar, relógio ou qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens.

 

Todos os pertences do candidato - exceto a caneta preta de material transparente e o documento de identificação - deverão ser guardados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da carteira do candidato e só poderá ser reaberto após a saída dele da sala de prova.

 

 

Mudanças no Enem 2012

A correção da prova de redação do Enem mudou. A partir deste ano, a redação será corrigida por dois corretores de forma independente, sem que um conheça a nota atribuída pelo outro. A nota final é composta de cinco notas, que avaliam competências específicas do candidato.

 

Caso haja discrepância de 200 pontos ou mais na nota final atribuída pelos corretores (em uma escala de 0 a 1.000), ou de 80 pontos ou mais em pelo menos uma das competências, um terceiro corretor fará outra avaliação. Se mesmo assim houver discrepância entre as notas, a redação seguirá para uma banca de três avaliadores, que dará a nota final. Os candidatos poderão solicitar vistas da correção, porém não poderão pedir a revisão da nota.

 

Será atribuída nota zero à redação que não atender a proposta solicitada ou que possua outra estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo; sem texto escrito na folha de redação, que será considerada "em branco"; com até sete linhas, qualquer que seja o conteúdo, que configurará "texto insuficiente"; linhas com cópia dos textos motivadores apresentados no caderno de questões serão desconsideradas para efeito de correção e de contagem do mínimo de linhas; com impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, que será considerada "anulada".

 

 

Os resultados do Enem 2012

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados no site http://www.inep.gov.br/enem no dia 7 de novembro. Os candidatos poderão acessar os resultados individuais a partir de 28 de dezembro. Basta inserir o número de inscrição e senha ou CPF e senha no endereço eletrônico http://sistemasenem2.inep.gov.br/

 

O Inep diz que a utilização dos resultados individuais do Enem para fins de certificação, seleção, classificação ou premiação não é de responsabilidade do órgão, mas das entidades às quais os dados serão informados pelo candidato.

 

O Inep não fornecerá atestados, certificados ou certidões relativas à classificação ou nota dos candidatos. De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial, a inscrição do participante implica a aceitação das disposições, diretrizes e procedimentos para a edição do Enem contidas no edital. Para os adultos submetidos a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas, que incluam privação de liberdade, haverá um edital para o processo de inscrição específico.

 

Calendário Enem 2012:

 

Caléndário Enem 2012

 

 






RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Publicidad

Publicidad