Thursday :: 31 / 07 / 2014

TambémNotícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DO SITE

Noticia : Perfil

10 palavras que você não deve usar para se descrever

Certos adjetivos só devem ser usados por outras pessoas para apresentar você. Veja 10 palavras que você não deve usar para se descrever


ImprimirImprimirEnviar a un amigo EnviarPDFPDF

imagen-relacionada

Crédito: Shutterstock.com

Em currículos, principalmente, as pessoas parecem se esquecer de certos filtros e acabam floreando excessivamente suas características de trabalho e personalidade

 

Quando queremos causar uma boa impressão costumamos exagerar nos adjetivos e maneiras de nos descrever. Em currículos, principalmente, as pessoas parecem se esquecer de certos filtros e acabam floreando excessivamente suas características de trabalho e personalidade. Por exemplo, você conhece uma pessoa em uma conferência e ao perguntar o que ela faz, a resposta que recebe é essa: “Sou um publicitário apaixonado, inovador, dinâmico e eficiente que trabalha com uma abordagem colaborativa e com padrões da mais alta qualidade para oferecer os melhores serviços e experiências para seus clientes”. Não importa a resposta que você dê, a impressão que essa pessoa causou dificilmente será alterada.

 

» 10 sinais de que você é narcisista
» 10 características das pessoas de sucesso
» 7 passos para melhorar seu currículo e ser chamado para uma entrevista de emprego

 

 

Para que você não cometa esses erros e transmita credibilidade sem exagerar, confira 10 palavras que você não deve usar para se descrever:

Como NÃO se descrever: Motivado

Nunca leve o crédito por coisas que você deveria fazer e que são obrigações suas. Ser ético, transparente e motivado em seu trabalho são algumas delas. É claro que você deve ser motivado em seu trabalho, caso contrário não irá realizá-lo.

 

 

Como NÃO se descrever: Autoridade

Qualquer um que se apresentar como autoridade em determinado assunto mostra logo de cara que não tem autoridade nenhuma sobre nada. Se você precisa falar isso para os outros, é sinal de que está com sérios problemas de liderança.

 

 

Como NÃO se descrever: Fornecedor Global

A grande maioria das empresas pode oferecer seus produtos globalmente. Aquelas que obviamente não podem, como por exemplo, restaurantes, ficam muito claramente fora da categoria. Dizer que é um fornecedor global só é necessário quando essa capacidade não é óbvia.

 

 

Como NÃO se descrever: Inovador

As empresas costumam seus produtos e a si mesmas como inovadoras sem nem mesmo pensar no que isso significa. Se você é inovador não diga isso, deixe que seus serviços e produtos digam isso por você.

 

 

Como NÃO se descrever: Criativo

Os mesmos princípios aplicados para o adjetivo inovador servem para aqueles que se apresentam como “criativos”. Essas palavras são tão repetidas e mal colocadas que não têm praticamente mais nenhum impacto.

 

 

Como NÃO se descrever: Curador

Só porque você tem um blog com coisas interessantes ou um Twitter com links diferenciados não quer dizer que você é um curador. Deixe essa palavra para os profissionais presentes em museus, bibliotecas e galerias de arte.

 

 

Como NÃO se descrever: Apaixonado

Guarde esse tipo de descrição para coisas particulares e pessoas. Dizer que é apaixonado por determinadas coisas e aspectos de seu emprego pode soar falso e mal colocado. Em vez disso, use palavras como focado ou especializado.

 

 

Como NÃO se descrever: Único

Você sabe o que é único? Sua impressão digital. Fora isso, deixe essa palavra muito longe de seu vocabulário. Claro, não há ninguém no mundo como você, mas com certeza há coisas iguais à sua empresa e seus serviços. Certos adjetivos não devem ser utilizados dentro do mundo corporativo, mesmo quando parecem fazer sentido.

 

 

Como NÃO se descrever: Guru

Acredite se quiser, mas há pessoas com coragem suficiente para se auto-intitularem “gurus” em determinada área. Indivíduos que se apresentem dessa maneira são tudo, menos gurus. Seu currículo acadêmico deve dizer o suficiente sobre sua especialização e não os adjetivos que você usa para descrevê-la.

 

 

Como NÃO se descrever: Incrivelmente

Dizer que é bom, preciso ou eficiente já é suficiente. Não há necessidade de adicionar um advérbio para descrever algo que as pessoas já devem saber antes de você se apresentar.

 

 






RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Publicidad

Publicidad