Notícias

 
Crédito: Shutterstock.com

 

O mercado de trabalho está cheio de máximas e ditados que vêm sendo repetidos por anos a fio. Mas será verdade que homens são mais afetados pelo estresse ou que os jovens são melhores funcionários do que as pessoas mais velhas?

 

» Tipo sanguíneo pode influenciar no trabalho, aponta estudo
» 10 segredos para a satisfação no trabalho
» Como lidar com conduta sexual imprópria no ambiente de trabalho

 

Uma série de estudos científicos testou algumas teorias conhecidas no mercado de trabalho. Confira quais são os 5 mitos sobre o trabalho:

 

 

Mitos sobre o trabalho: 1. Os jovens são melhores funcionários

De acordo com um estudo comandado por Michael Falkenstein, do Instituto Alemão Leibniz, os trabalhadores de idade mais avançada processam imagens e sons, bem como tomam decisões na mesma velocidade que os funcionários mais jovens. A única diferença entre eles é que na hora de agir os jovens são mais rápidos. No entanto, a lentidão dos mais velhos também garante mais segurança. O estudo de Falkenstein demonstrou também que empregados veteranos cometem menos erros.

 

 

Mitos sobre o trabalho: 2. Estresse afeta mais os homens

Na realidade as mulheres, se submetidas aos mesmos níveis de estresse que os seus companheiros de trabalho do sexo masculino, tendem a adquirir mais hábitos ruins, como levar uma vida sedentária, consumir mais gordura e açúcares e até mesmo fumar ou consumir cafeína em excesso.

 

 

Mitos sobre o trabalho: 3. Doenças degenerativas afetam todos os profissionais igualmente

De acordo com a revista American Journal of Industrial Medicine, os maiores índices de doenças como o Parkinson e o Alzheimer são identificados em profissionais como os banqueiros, dentistas, cabeleireiros, professores e agricultores.

 

 

Mitos sobre o trabalho: 4. Médicos são mais infelizes

Na verdade os profissionais mais propensos a sofrer com depressão são os que trabalham no setor de serviços, em atenção primária ou ainda no setor de hotelaria. Já os arquitetos, técnicos instaladores, engenheiros e cientistas são considerados os profissionais mais felizes.

 

 

Mitos sobre o trabalho: 5. As melhores férias são as mais longas

Segundo o psicólogo organizacional Dov Even, da Universidade de Tel Aviv (Israel), quando se trata de descanso a qualidade é mais importante que o tempo. O médico passou uma década comparando os níveis de estresse crônico dos trabalhadores antes, durante e depois de um período de descanso. O que Even descobriu foi que os níveis de estresse de trabalhadores que passaram seis meses descansando foram os mesmos daqueles que só tiveram uma semana de descanso.

 

 



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais

    Entrevistas com professores

    Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.