Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

 
Crédito: Shutterstock.com

 

Quem nunca teve um professor de cursinho que começava a cantar durante a aula? Mas não uma música qualquer, uma paródia de Matemática, Química ou Física. Na letra, fórmulas e regras para ajudar o estudante a entender o conteúdo que estão nos livros. Adorado pela maioria, o método permite assimilar a matéria com mais facilidade.

 

» Como estudar para o vestibular sem se estressar
» Três passos para fazer a escolha certa do curso no vestibular
» Todas as notícias sobre o Enem 2012

 

Mestre nessa arte, José Inácio da Silva Pereira, o professor Pachecão, tem dois CDs gravados apenas com composições da época em que dava aulas para turmas de pré- vestibular. "A música facilita o aprendizado por quebrar a dureza da matéria", garante.

 

Mas antes de "soltar o gogó", Pachecão lembra que é preciso ser tradicional: "o conteúdo deve ser ensinado em lousa e discutido. Depois devem ser feitos exercícios e uma revisão. Por fim, a paródia arremata."

 

Inspire-se a seguir nas músicas feitas pelo professor e compartilhe a paródia usada na sua sala de aula:

 

1) Bateu Bateu e Entrou

 

Quando a coisa (luz)
Bate e volta (reflexão)
Quando a coisa (luz)
Bate e entra (refração)
Pode bater e voltar
Pode bater e entrar
Que tudo isto é curtição

 

Toda vez que a coisa (luz)
Muda de meio
Muda de velocidade
Mas a frequência
Permanece constante
Pois isso ninguém pode mudar

 

O que preciso fazer?
O que preciso saber?
Para entender a refração

 

Basta traçar a normal
E olhar os índices
com muita atenção

 

De menos (refringente)
Pra mais (refringente)
Aproxima da normal
De mais (refringente)
Para menos (refringente)
Afasta da normal

 

Quem tem o maior ângulo
Tem a maior velocidade
E tem o menor índice de refração.

 

 

 

2) Vem Lamber Ferida

 

Meus amigos, essa matéria cai no seu vestibular
Energia onda transporta menos a matéria
Uma onda sempre tem duas maneiras de vibrar
Pode ser na direção de v ou perpendicular

 

Vem lamber ferida ( v = L . F )
E (tê dois pi raiz de emê ká)
Também pode ser
(tê dois pi raiz de ele sobre gê)
Quando o pêndulo balançar

 

Os fenômenos ondulatórios também formam uma questão
Ressonância, interferência,
Refle – refra e difra - ção
Efeito dopller só existe quando a fonte vai ou vem
O contorno do obstáculo, difração é que o som tem

 

Ressonância é aquela que tem frequências iguais
O seu tímpano tem freqüência igual a das cordas vocais
Quando a onda bate e entra refração que você tem
Quando a onda reflete não danifica ninguém

 

Só mais um detalhezinho que não se pode esquecer
Difração direta a lâmbida inversamente a d
Ela se torna máxima quanto lâmbida e d são iguais
Polarização existe só pra ondas transversais

 

Vem lamber ferida ( v = L . F )
e (tê dois pi raiz de emê ká)
também pode ser
(tê dois pi raiz de ele sobre gê)
Quando o pêndulo balançar

 

 

 

3) Cinemática

 

Na hora do vestibular
Você precisa saber
Que no Movimento Uniforme só usa d = v.t
E se ele for variado, se ligue no que falei depois:
V = v0 + at e d = v0t + ½ at2
Você com essas três equações,
Resolve qualquer movimento
Queda livre, lançamento
Vertical e horizontal.
Basta trocar o "a" pelo "g"
E o "d" pelo "h",
Mas se não tiver o "t"
Torriccelli você tem que lembrar
(v2 = v02 + 2.a.d)

 

 



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais