• Quem é você?

Notícias

6 maneiras de melhorar sua concentração

      
Crédito: Shutterstock.com
Crédito: Shutterstock.com

No entanto, manter a concentração pode ser trabalhoso, especialmente se você tem muitas coisas com que se preocupar e não consegue administrar sua rotina.

Para não sofrer com esse processo, confira agora 9 práticas e exercícios de concentração que vão ajudá-lo a aumentar a produtividade nos estudos e no trabalho.

1. Desenvolva exclusividade

Concentração significa direcionar todo o seu foco para uma coisa, deixando todas as outras de lado. Qualquer que seja o critério para selecionar a atividade mais importante, você deve direcionar a sua atenção para ela. Ou seja, para melhorar a sua concentração, é fundamental que você pare de tentar fazer diversas tarefas ao mesmo tempo.

Se você for capaz de oferecer atenção exclusiva a algo, desenvolverá, aos poucos, uma capacidade intensa de concentração e, por consequência, concluirá suas tarefas com muito mais qualidade e de maneira mais rápida.

Para conseguir isso, você pode estabelecer cronogramas e rotinas de estudo e trabalho. Uma lista de tarefas pode ser uma boa solução, pois ajuda a perceber o que, de fato, precisa ser feito, sem desespero e preocupação.

2. Controle seus pensamentos

Os principais bloqueadores de concentração são os nossos próprios pensamentos. Ideias aleatórias e inesperadas podem distrair facilmente, e a única solução para isso é aprender a controlá-las.

A primeira coisa que você deve saber, nesses casos, é que tem o poder de aceitar ou rejeitar o que sua mente lhe diz. Portanto, nesses casos, você deve estar atento para pensamentos inesperados, de maneira que seja capaz de expulsá-los da sua mente, nem que seja por um curto período.

A ansiedade costuma ser a vilã por trás desse descontrole de pensamentos. Se você parar para perceber, vai notar que grande parte desses intrusos está relacionada a preocupações com o futuro. Dessa forma, busque formas de tirar força dessas inquietações e manter-se no presente.

3. Pratique

A concentração é uma atividade como qualquer outra, que pode ser praticada, sendo uma habilidade que se conquista. Quanto mais você treinar, maior será a sua capacidade — como um músculo.

Existem exercícios específicos que você pode fazer, como procurar manter o foco em um pequeno ponto de um objeto, mas há, também, diversas possibilidades na sua rotina, como tentar ouvir a música dos seus fones de ouvido apesar da conversa ao seu redor.

O importante, nesses casos, é dar um “aviso” para você mesmo de que, em determinado momento, você estará exercitando a concentração. Ao se sentar, por exemplo, fale para você mesmo: “Agora, vou me concentrar nesse objeto e, posteriormente, vou me dedicar a tal tarefa”. Esse aviso funciona como um indicador para sua mente e seu corpo de que, no momento, você está focando sua energia em conseguir se concentrar.

4. Medite

A prática da meditação certamente vai melhorar seus poderes de concentração, principalmente aprendendo a lidar com as preocupações do futuro e as lamentações do passado.

Na verdade, quando você tenta meditar, a concentração é a primeira coisa de que você precisa. Um período diário de meditação dá a você a chance de trabalhar técnicas específicas, como manter o foco na chama de uma vela ou mesmo na sua própria respiração. Embora pareçam simples, essas técnicas são muito efetivas.

Além disso, não é preciso ficar horas meditando nem se filiar a alguma prática espiritual para isso. Duas sessões diárias de 5 ou 10 minutos já são suficientes. Após alguns dias de prática, você vai começar a perceber os resultados.

5. Não tenha medo de mudar

É difícil se concentrar em uma mesma coisa por um longo período de tempo. A repetição em excesso pode fatigar o cérebro e comprometer ainda mais suas atividades.

Por isso, algumas vezes, a melhor solução é mudar. Se você já manteve a concentração em uma tarefa por uma hora e ainda não conseguiu concluí-la, mude. Direcione o seu foco para outra coisa. Essa mudança de atividade faz com que você seja capaz de ativar diferentes habilidades e mantenha a concentração sem se sentir esgotado por uma ou outra tarefa.

Também não é preciso esperar o esgotamento chegar para mudar de atividade. Observe como você funciona melhor e elabore um plano de estudos ou lista de tarefas em que as atividades já estejam intercaladas. Isso vai trazer mais foco para seus estudos.

6. Fique alerta aos sinais físicos

O seu poder de concentração depende, em grande parte, do seu bem-estar físico. Se você se sente cansado, não está saudável ou está preocupado com outros problemas, será mais difícil se concentrar. É claro que ainda é possível manter o foco, mas a tarefa se torna mais trabalhosa. Por isso, é fundamental que você cuide da sua saúde.

Realize exercícios físicos com regularidade, para manter o corpo saudável. Eles impactam diretamente os processos mentais, ajudando no bem-estar e, consequentemente, na capacidade de concentração.

7. Cuide da sua alimentação

O cuidado do corpo e da mente também depende diretamente daquilo que você come. Além de ter uma alimentação saudável, rica em nutrientes e sem excessos, você precisa observar o que faz ou não faz bem ao seu corpo.

Evitar ingestão de alimentos gordurosos e muito açucarados é uma boa, já que a digestão fica mais fluida e o processo de concentração não se compromete. Tome cuidado também com o excesso de cafeína, que, embora deixe muita gente mais ligada, pode acelerar demais os fluxos de pensamento.

8. Tenha momentos de lazer e descanso

Nenhum cérebro funciona como uma máquina de repetição e trabalho ininterrupto. Dessa forma, saiba os momentos certos de relaxar e dar uma pausa para retomar o fôlego na sequência.

Nesse momento de respiro durante as atividades, deixe sua mente livre, mas não se engaje em nenhum exercício que vá roubar sua atenção por muito tempo e que complicar o retorno aos trabalhos.

Invista também em momentos de lazer e diversão. Eles são fundamentais para uma vida de bem-estar e realizações, fatores que incidem diretamente na qualidade da concentração.

9. Desconecte-se

Um dos maiores estímulos hoje em dia são as informações que chegam o tempo todo por meio de uma conexão constante com a internet. Notificações, alertas e outros estímulos comprometem — e muito — na hora de se concentrar nas atividades.

Dessa forma, quando se sentar para realizar uma tarefa, desconecte-se por um tempo ou pelo menos silencie notificações de dispositivos móveis e trace pequenas metas de não mexer em celulares até realizar uma atividade, para facilitar seu processo produtivo.

Essas são algumas maneiras de melhorar a sua concentração, para ajudá-lo na hora de ter determinação para realizar suas tarefas diárias. Com foco, você aumenta sua performance, melhora sua capacidade de memorização e termina o dia com muito mais satisfação e sentimento de trabalho realizado.

Gostou de conhecer esses exercícios de concentração? Quer ficar por dentro de mais dicas para melhorar seus estudos? Então, curta nossa página no Facebook e fique por dentro das nossas novidades!



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.