• Quem é você?

Notícias

Veja como foi o primeiro dia da Semana Estado de Jornalismo; assista ao vídeo

      
Crédito: Shutterstock.com
Crédito: Shutterstock.com

 

Nessa terça-feira (22) teve início a programação de debates da 21ª edição da Semana Estado de Jornalismo, na sede do Grupo Estado, em São Paulo, com o tema central "Por Dentro das Grandes Coberturas". Neste primeiro dia de evento, foi discutido como fazer uma grande cobertura, desde cuidados na apuração de uma informação, o processo de construção dos textos e até mesmo a produção multimídia.

 

 

» Assista ao vídeo do primeiro dia de debates da Semana Estado de Jornalismo

 

Para o diretor da Sucursal Rio do Estadão e da Abraji, Marcelo Beraba, se tornar jornalista é “assumir um compromisso com o aprendizado”. “Nós assumimos dois compromissos: o primeiro é com a qualidade, que, no caso do jornalismo, significa precisão. O segundo é com o aprendizado porque nenhum de nós nasce jornalista, sabendo técnicas de apuração”, disse.

 

Na sequência, o diretor de conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour, explicou o bom jornalismo está “assentado sobre três vértices”: atitude, método e, segundo ele, o mais difícil: conseguir o domínio da narrativa. “A atitude é ser inquieto, curioso, mostrar o que não foi visto ainda. O método - tendo a atitude como centelha - é o que me faz escolher bem as fontes e ver a lógica por trás de cada noticia. O domínio da narrativa é a transformação da apuração em um bom texto aliado às imagens”, explicou.

 

É justamente a narrativa o “calcanhar de Aquiles” dos jornalistas atuais, segundo Gandour. “Estamos usando a narrativa de forma muito primitiva ainda, sem nos preocupar com o objetivo final do trabalho, que é transmitir uma mensagem clara para o leitor.”

 

Convidado internacional do evento desta terça-feira (22), Ramón Salaverría, diretor do departamento de projetos jornalísticos da Faculdade de Comunicação da Universidade de Navarra, na Espanha, lembrou a importância de combinar o “antigo” jornalismo com o das plataformas digitais. “É importante utilizar de modo aprofundado a internet e as redes sociais, mas também sair às ruas, estudar e procurar boas histórias”, disse.

 

Entres os palestrantes também estava o jornalista Mac Margolis, da revista Newsweek, que compartilhou suas opiniões com os 200 estudantes das mais de 40 universidades participantes da Semana Estado de Jornalismo, entre elas PUC (SP), Cásper Líbero (SP), Mackenzie (SP), Metodista (SP), ESPM (SP), UNESP (SP), UFBA (BA), UFRN (RN), UNIGRAN (MS), Unirg (TO), UFPR (PR), UFRGS (RS), UniFOA (RJ) e UFRJ (RJ). “Antes, a América Latina era vista como um apanhado de países exóticos. Hoje, o Brasil faz escola no quesito eleições”, comentou.

 

Por fim, sobre a vida de um correspondente internacional, falou Denise Chrispin, que trabalhou para o Estadão nos Estados Unidos. “O trabalho de correspondente é sempre um trabalho de adaptação: seja da mentalidade, dos conceitos ou da relação do povo com a mídia.”

 

 

Transmissão ao vivo

As palestras da Semana Estado de Jornalismo poderão ser acompanhadas ao vivo por internautas de todo o País, exclusivamente no portal da Universia Brasil (www.universia.com.br) até esta sexta-feira (25), a partir das 14h. Haverá ainda cobertura completa minuto a minuto, simultaneamente nas redes sociais da Universia Brasil: Facebook (facebook.com/brasil.universia) e Twitter (@Universia Brasil). As pessoas que acompanharem a Semana Estado pela internet não concorrem ao Prêmio Santander Jovem Jornalista. Use as hashtags #SemanaEstadao e #PremioSantander para enviar as suas perguntas e comentários. Participe.

 

 

8ª edição do Prêmio Santander Jovem Jornalista

Em conjunto com a Semana Estado de Jornalismo acontece a 8ª edição do Prêmio Santander Jovem Jornalista, uma parceria entre o Banco Santander e o Grupo Estado. As inscrições para o Prêmio terminaram em 17 de outubro. O vencedor, que será anunciado em 12 de novembro de 2013, receberá uma bolsa de estudo para cursar um semestre de Jornalismo na Universidade de Navarra, na Espanha. Os seis finalistas ganharão um notebook, além de terem seus textos divulgados no site do Estadão.

 

"Nestes oito anos de parceria com o Estadão buscamos contribuir para o avanço da educação no país, ao promover debates entre renomados profissionais da comunicação e os futuros formadores de opinião", explica Marcos Madureira, vice-presidente de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander.

 

Para concorrer ao Prêmio, os universitários devem participar dos quatro dias de palestras e escrever um texto jornalístico usando como base a pauta divulgada no primeiro dia do evento.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.