Notícias

Enem 2014: professor ensina a treinar interpretação de textos com editoriais de jornais

      
Fonte: Universia Brasil
Fonte: Universia Brasil

Uma das características do Enem é utilizar diversos textos em suas perguntas, como notícias e trechos de livros. Portanto, para que o aluno se saia bem na prova, é essencial que ele saiba interpretar bem os fragmentos. Mas, como melhorar essa habilidade?

 

Leia também:
» Novo Raio-X do Enem: descubra os temas mais cobrados no Exame
» Veja dicas para gabaritar português no Enem 2014
» Confira as últimas notícias sobre o Enem 2014

 

Segundo o professor Tiago Cruz, do Cursinho da Poli, os editoriais de jornais são uma ótima fonte para quem quer treinar a interpretação de textos. “Ler notícias é ótimo para se manter atualizado, mas para melhorar a interpretação o ideal é pegar os editoriais”, afirmou o professor. Isso porque, segundo ele, esse tipo de texto não é assinado, mas mesmo assim transmite a opinião do autor, e identificá-la é uma ótima maneira de exercitar a compreensão.

 

A seguir confira um passo a passo para tornar a leitura dos ditoriais mais eficiente:


1 – Busque objetivos

O editorial é um texto sem assinatura, mas que transmite a opinião do seu autor e do veículo no qual foi publicado. Portanto, é importante que você leia o editorial já buscando identificar os objetivos do autor, ou seja, qual é a opinião que ele buscou transmitir.

 

2 – Grife a argumentação

Segundo o professor Cruz, a argumentação central do autor se encontra geralmente entre o segundo e o penúltimo parágrafo, portanto tenha atenção com eles: leia-os, releia-os e, para ajudá-lo, grife as passagens importantes. Dessa forma você não se esquecerá de onde estão as ideias centrais e conseguirá manter mais facilmente a sua linha de raciocínio.

 

3 – Busque palavras-chave

Existem palavras que podem ser aplicadas a uma mesma frase e transmitir ideias diferentes. O professor exemplifica: “em guerras, por exemplo, os verbos ‘ocupar’ e ‘invadir’ podem ser usados, entretanto, perceba que existe uma sutil diferença entre os dois. É essa diferença que ajuda a identificar o posicionamento do autor e saber, por exemplo, se ele é mais conservador ou liberal”, explicou. “Saber identificar isso é entender a intenção oculta do texto, e quem o consegue com editoriais, que teoricamente são parciais, pode fazê-lo com tranquilidade com os demais gêneros que aparecem no Enem”, concluiu o professor Cruz.

 

 

Sobre o Enem 2014

 

As provas do Enem 2014 acontecem nos dias 8 e 9 de novembro. Com a nota do exame é possível participar de programas como o Sisu, que oferece vagas em faculdades públicas; o ProUni, para quem deseja conseguir uma bolsa de estudo em instituições privadas do ensino superior; e o Sisutec, que oferece vagas gratuitas em cursos técnicos. Além disso, a nota do Enem vale como certificação de conclusão do Ensino Médio.

 

Duas novidades foram apresentadas este ano. A Universidade de Coimbra e a Universidade da Beira Interior, ambas instituições portuguesas, vão usar a nota do Enem como processo seletivo. Serão utilizadas as notas das edições de 2011 (apenas Coimbra), 2012 e 2013 como critério para matricular candidatos brasileiros nos seus cursos de graduação.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.