Notícias

Ler “A Culpa é das Estrelas” pode ajudar no Enem, diz professora

      
Fonte: Universia Brasil
Fonte: Universia Brasil

Relacionar diferentes áreas do conhecimento e defender seu ponto de vista a partir de diversas fontes de informação são competências cobradas na redação do Enem. Para garantir boas notas nesses quesitos, os candidatos devem ter bagagem cultural e histórica, adquiridas muitas vezes através do entretenimento.

Leia também:
» Todas as dicas de estudo para o Enem 2014
» Dicas para a prova de redação do Enem 2014
» 4 lições de vida de A Culpa é das Estrelas


Segundo a professora Andrea Lanzara do Cursinho da Poli, de São Paulo, as atividades que o aluno faz no seu tempo-livre podem ser interessantes fontes de inspiração para a argumentação dos alunos na hora da prova. Então, quer dizer que até “A Culpa é das Estrelas” pode ser citado na redação? Sim! Para a professora, “o aluno pode tirar muitas lições, como as questões da solidariedade e do amor, aspectos aproveitáveis para a discussão de alguns tópicos.”


No entanto,só vale a pena abordar filmes na redação se estes tiverem relação clara com o tema. Por exemplo, se o tema da redação for referente ao patriotismo, por que não fazer referência ao Capitão América? Além de este personagem ter surgido justamente na onda do patriotismo norte-americano durante os anos da Segunda Guerra Mundial, o próprio enredo dos quadrinhos aborda essa questão: Steve Rogers, futuramente conhecido como Capitão América, embora muito magro e sem preparo físico, queria de qualquer maneira lutar na guerra pelos Estados Unidos. Seu patriotismo era tão forte que ele se sujeitou a experimentos científicos que tentariam criar um supersoldado, medidas que acabaram originando o Capitão América.


Mas a professora alerta: “escolher o momento de lazer e o tipo de lazer é bastante importante.” Por mais que filmes de grande audiência possam ser usados na argumentação, diversificar os gêneros cinematográficos ainda é o ideal. “Não é descartar esses filmes que eles estão habituados, é simplesmente ampliar o repertório”, explicou a professora. A ideia é reunir o maior número de artifícios para discutir o tópico proposto pelo Enem, facilitando a interpretação e a aplicação destes para a argumentação do aluno.


Blockbusters ou não, na hora da prova, os filmes “devem ser trabalhados num contexto e o aluno tem que mostrar conhecimento a respeito dele” , complementou a professora. Por isso, antes de citar seu filme preferido na sua dissertação, tenha certeza de que você é capaz de usá-lo eficientemente para corroborar seu ponto de vista.


Agora que você sabe que ir ao cinema o ajuda a ganhar repertório, você encontrou a desculpa perfeita para tirar umas horinhas de descanso e assistir a um filme. Como se você precisasse :D

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.