Notícias

Português: entenda como Clarice Lispector pode ser abordada no Enem

      
Fonte: Universia Brasil
Fonte: Universia Brasil

Ainda no simulado do Enem proposto pela plataforma Geekie Games, outra questão de interpretação de texto foi motivo de preocupação entre os usuários. Contudo, dessa vez, a responsável foi a obra “A Hora da Estrela” da escritora brasileira Clarice Lispector. Confira a resolução da questão a seguir:

Leia também:
» Veja mais questões comentadas do Simulado Enem do Geekie Games
» Todas dicas de estudo para o Enem 2014
» Guia Redação Enem 2014
» Professora aponta 8 temas de atualidades que podem cair na redação do Enem 2014







Segundo a professora Suzana Vaz Húngaro, coordenadora de Português do Colégio Bandeirantes, de São Paulo, esta é uma questão que exigia conhecimento prévio do estudante sobre o livro, afinal “o enunciado fala em aspecto central da obra. Se não a conhecesse, a pessoa dificilmente conseguiria acertar”.


“A Hora da Estrela”, o penúltimo romance publicado de Clarice, conta as desventuras de Macabea, uma alagoana que decide migrar para o Rio de Janeiro apesar das diferenças culturais. Relatada pelo escritor fictício Rodrigo FM, este livro apresenta três pontos centrais:


1 – Metalinguagem
: O ato de escrever e suas dificuldades estão presentes ao longo de toda obra. “Conforme o autor-narrador vai contando a história de Macabea, como se estivesse escrevendo um livro,” explica a professora, “vai também fazendo reflexões do processo de escrita”.

2 – Reflexão sobre a existência humana: Suzana também aponta que o relato de Rodrigo FM é acompanhado de questionamentos não apenas da existência da protagonista, mas também da própria vida do escritor a todo instante.


3 – Caráter social
: “O terceiro aspecto central dessa obra é de caráter social, porque a história vai esmiuçar toda a miséria por qual essa moça passa, toda a alienação dela e a exclusão social”, afirma a professora de português.


Lendo o excerto disponível da questão, observa-se que Macabea e Olímpico – personagem com o qual a protagonista tem um breve romance – estão conversando sobre a falta de sentido que
encontram em seus nomes. Tendo em vista que a questão pede um dos temas centrais da obra, a professora Suzana esclarece que este diálogo trata justamente da questão social: “eles não conseguem explicar o sentido do nome deles e a gente percebe então uma pobreza que extrapola a questão material”.


“Portanto”, explicita a professora, “é uma discussão sobre privação e alienação intelectual desses dois nordestinos”, ou seja, a alternativa correta só pode ser a letra D, afinal é “a única alternativa que apresentaria um aspecto central da obra que está coerente com o fragmento”.


Caso você tenha marcado outra resposta, entenda a seguir porque esta não é a alternativa correta:


Alternativa A

Embora as personagens estejam conscientes de suas limitações linguísticas, a professora Suzana justifica que esta não é a resposta da questão porque neste trecho não há ênfase metalinguística, pois Macabea e Olímpico não tratam do processo de escrita.


Alternativa B

Para a docente, esta alternativa é duplamente falsa. O primeiro motivo deriva do fato de que a relação afetiva das personagens não é um ponto central da obra, como pede o enunciado. Além disso, Suzana destaca que eles não tentam superar estas dificuldades: “o que acontece é que a dificuldade de comunicação deles atrapalha a relação afetiva, eles não conseguem se entender por meio da fala”.


Alternativa C

A professora Suzana Vaz Húngaro indica dois erros nesta opção: “primeiro porque, novamente, a expressividade poética das personagens não é um aspecto central da obra. Segundo, porque eles não têm expressividade poética: eles são tão limitados que seria incoerente que eles se expressassem de maneira poética, figurada”.

Alternativa E

Por fim, a opção E também é mentirosa, afinal eles não tem essa consciência. “O Olímpico até intui isso” defende Suzana, “mas dizer que eles usam o fingimento para persuadir não é verdadeiro, porque não é coerente com a limitação das personagens”.

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.