Notícias

"Falar espanhol é fundamental", diz professora que promete ensinar o idioma na Universia Brasil

      
Fonte: Colégio Bandeirantes
Fonte: Colégio Bandeirantes

O espanhol é a terceira língua mais falada do mundo - fato que por si só já torna o aprendizado do idioma muito importante. Mas, fora isso, a língua espanhola é repleta de aspectos culturais que a torna extremamente rica e interessante. Para que você tenha contato com isso tudo, o Colégio Bandeirantes, de São Paulo, estreia nesta terça-feira (2) na Universia Brasil a coluna “¡Hola! ¿Qué tal?”

 







Leia também:
» Aprenda espanhol de graça com 5 aplicativos
» 3 dicas para quem quer aprender espanhol
» 10 palavras do espanhol que não se falam em inglês

 

A responsável pela elaboração da coluna é a professora Rosemeire da Silva, que leciona espanhol há 19 anos. "Falar espanhol é fundamental. Na coluna ensinaremos as regras básicas e daremos dicas práticas para quem quer uma comunicação ágil e rápida", conta a professora. Quer saber o que está por vir? Leia a entrevista a seguir:

 

Universia Brasil – Professora, qual é a sua relação com a língua espanhola? A senhora tem parentes que falam o idioma ou começou o curso por conta própria?

Professora Rosemeire - Na verdade a minha relação é inexplicável! (risos) Comecei a estudar o espanhol quando fiz a faculdade de letras, em 1989, porque eu tinha que escolher um segundo idioma para cumprir a grade do curso. Escolhi a língua espanhola por achar bonita, na verdade. Depois que me formei comecei a dar aulas de português, mas não demorou até que eu começasse a lecionar o idioma, o que aconteceu em 1995.

 

Universia Brasil – Na sua opinião, qual é a importância de falar espanhol hoje em dia?

Professora Rosemeire - Falar espanhol é fundamental, primeiramente, para o mercado de trabalho. É claro que o inglês é necessário, mas além dele é essencial que o aluno saiba uma segunda língua para se destacar.

 

Universia Brasil – Falamos sobre a importância do espanhol para a vida profissional. Mas, e na formação acadêmica, a universidade? O espanhol é importante para ela também?

Professora Rosemeire - Com a internacionalização dos estudantes por meio de programas como o Ciência sem Fronteiras, o número de intercâmbios para a Espanha cresceu muito. Alunos das áreas de exatas, como engenharias e medicina, por exemplo, têm várias oportunidades para fazerem cursos em universidades espanholas. Ou seja: falando espanhol, o aluno aumenta suas chances de ter uma formação melhor.

 

Universia Brasil – Por que alguns alunos acham difícil aprender espanhol?

Professora Rosemeire - A verdade é que os alunos que começam o curso sempre acham que vai ser fácil. A proximidade entre a língua portuguesa e a espanhola faz com que todos tenham a concepção de que falam um pouco de espanhol, quando na verdade sabem apenas palavras-chave, em geral ligadas a compras e turismo. A dificuldade começa quando o aluno percebe que a língua espanhola realmente é outro idioma e passa a ter contato com as estruturas idiomáticas próprias dele.

 

Universia Brasil – Quais são os erros mais comuns em espanhol?

Professora Rosemeire - Aqueles ligados à expressão oral, gramática e verbos. Além disso, os brasileiros costumam cometer muitos erros de pronúncia porque relutam em colocar em prática os sons que as letras têm em outros idiomas.

 

Universia Brasil –Como a coluna “¡Hola! ¿Qué tal?”ajudará os estudantes a superarem essas dificuldades?

Professora Rosemeire - Na coluna ensinaremos as regras básicas e daremos dicas práticas para quem quer uma comunicação ágil e rápida, mas também trabalharemos a ampliação do universo cultural dando dicas de músicas, filmes e sites. Assim os estudantes colocarão os seus conhecimentos em prática e verão que a língua é mais do que simplesmente uma forma de comunicação, mas sim a forma de expressão cultural de um povo.

 

Universia Brasil – Por fim, qual é a dica que a senhora dá para os alunos que têm interesse em aprender espanhol?

Professora Rosemeire - Primeiramente, realmente vejam o aprendizado do espanhol como uma forma de ampliar as suas oportunidades. Como já dissemos, o idioma é importante não só para o currículo, mas também para o meio acadêmico e a cultura. Você nunca sabe quando o domínio de uma língua vai ser útil, por isso é bom estar sempre bem preparado.

 

Além disso, lembre-se que quanto mais contato você tiver com o idioma, mais rápido aprenderá, portanto não tente aprender palavras isoladas apenas, mas sim o contexto, pois é essa visão que gerará o aprendizado.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.